O termo Mindfulness – ou atenção plena, em tradução livre – pode ser definido como um treinamento intensivo dos processos atencionais, no corpo e na meta-atenção (observação dos pensamentos). Os benefícios de praticar a atenção plena são muitos. Além disso, esta é uma prática científica de promoção de saúde física e mental e que, para ser eficaz, requer um engajamento concreto.

A técnica consiste em estar consciente no momento presente e livre de julgamentos. Além disso, é um estado total de consciência, em que temos controle sobre nossos pensamentos e nossas ações. O mindfulness pode ser desenvolvido por meio de exercícios de meditação, técnicas cognitivas e comportamentais e os benefícios da atenção plena para a saúde e bem-estar são muitos, tais como:

  • A ansiedade, a depressão e a irritabilidade diminuem com sessões regulares de meditação. Com isso, a memória também melhora, as reações se tornam mais rápidas e o vigor mental e físico aumenta;
  • Estudos feitos no mundo todo comprovam que a prática da meditação reduz os principais indicadores do estresse crônico, incluindo a hipertensão;
  • A prática é eficaz também para reduzir o impacto de doenças graves, como dor crônica e câncer, podendo até auxiliar no combate à dependência de drogas e álcool.

Praticar é simples e fácil:

Praticar o mindfulness e perceber os benefícios da atenção plena é simples e fácil, e pode ser incorporado como um hábito no dia a dia. Confira abaixo, 05 passos para iniciar a técnica:

  1. Sente-se em uma cadeira com encosto ereto. Os seus pés podem repousar no chão. Então, feche os olhos ou abaixe o olhar;
  2. Concentre a atenção em sua respiração enquanto o ar flui para dentro e para fora de seu corpo. Após, observe a respiração sem esperar que algo de especial aconteça. Não há necessidade de alterar o ritmo natural;
  3. Após alguns instantes, talvez sua mente comece a divagar. Ao se dar conta disso, traga sua atenção de volta à respiração, suavemente. O ato de trazer a atenção de volta, sem criticar a si mesmo, é essencial para a prática da meditação da atenção plena;
  4. Neste momento, a sua mente poderá ficar tranquila como um lago – ou não. Seja lá o que aconteça, permita que seja como é.
  5. Após um minuto, abra os olhos devagar e observe o ambiente novamente.