Quando um ano termina e outro se inicia, não é somente o calendário que muda. Na realidade, os dias e as noites continuarão iguais, mas os desejos das pessoas passam a ser diferentes. E, por isso, passar por um processo detox é tão importante.

Neste período, principalmente, há uma necessidade de mudança latente, ou ainda, de se almejar coisas que por muito tempo se pensa em fazer, mas não se faz. Existe um ideal de renovação que toma conta do coletivo.

Este ímpeto é valioso, pois ajuda a trazer reflexão e esperança para vidas muitas vezes adormecidas pelo cotidiano.

E de fato, existem muitas atitudes que você pode tomar para se sentir com mais disposição. Mas como tudo é comandado pela mente (e pelo coração), o primeiro que há a fazer é cuidar deles.

Passo 01: mindfulness para o detox da mente

 

A prática da meditação e do mindfulness são fundamentais para o detox da mente. Para início de conversa, converse com seu coração. Procure ficar sentado em silêncio, confortavelmente e perceba as batidas do seu coração. Com os olhos fechados é mais fácil. Se não conseguir ficar muitos minutos, fique alguns segundos.

Observe sua respiração e o ritmo que seu corpo tem. Perceba como está sua emoção. Procure identificar qual a motivação para vocês se cuidar melhor neste ano que se inicia. Respire fundo e sinta-a profundamente. Você pode fazer isto antes de dormir também, para ajudá-lo a dormir melhor.

 

Passo 02: crie uma agenda semanal

 

Não adianta termos boas intenções, se não as concretizarmos. E para isto, é precisa ter tempo e espaço reservado e protegido na agenda. É muito diferente se fazer “exercício 3 vezes por semana” do que “exercício físico com personal trainer, segundas, quartas e sextas-feiras, das 7 às 8 horas da manhã”, por exemplo.

Tudo aquilo que é programado e organizado tem muito mais chance de acontecer. É necessário que as pessoas à sua volta saibam que você não estará disponível em determinados horários, quando terá as atividades destinadas ao seu autocuidado.

Desta forma, procure deixar uma agenda bem organizada para que haja espaço factível com o desenvolvimento daquilo que você deseja fazer para si. Coloque o tempo para as refeições, o tempo de sono, o tempo para estar com que você deseja, o tempo para massagem ou outra atividade de relaxamento…

 

Passo 03: alimentação detox gourmet

 

Sem dúvida, é preciso dar nutrientes para as células fazerem bem suas funções. E isto só ocorre se ingerirmos comida de boa qualidade, o que quer dizer, ter uma dieta rica em fitoquímicos oriundos de verduras, legumes e frutas. Usar fibras e boas gorduras.

Evitar os alimentos inflamatórios como carnes processadas, refinados, açúcares. Desta forma, a combinação será antioxidante e anti-inflamatória o que reduz chances de doenças e aumenta a vitalidade. Mas ai vem o gourmet! Tudo o que conseguimos manter na vida é aquilo que é prazeroso!

Desta forma, sua comida precisa ser deliciosa. Procure organizar receitas saudáveis que sejam, realmente, ricas em nutrientes e saborosas.

 

Passo 04: breaks super enérgicos

 

Entre os treinos ou mesmo durante a rotina de trabalho, ter lanches com doses extra de energia é interessante. Pensar em iogurte vegetal, com proteína vegana, mix de oleaginosas, açaí, mirtilo com leite de coco, sashimi … Se isto pareceu estranho para você, quem sabe pensar em experimentar coisas novas e saudáveis neste ano novo.

 

Passo 05: livre-se dos nocivos

 

Detox do tabaco (de preferência zero), detox de qualquer tipo de drogas, desintoxicação de medicamentos psicotrópicos (quando não prescritos), redução ou eliminação do consumo de álcool (dependendo o caso). Existem coisas que não podem ser negociáveis quando se fala em saúde.

Entretanto, podem sim ser trazidas para um consultório médico ou psicológico, para que juntos com um profissional especializado possa se achar as melhores alternativas para eliminar adições da sua vida. É possível e completamente recomendável!

 

Passo 06: “musculacione-se” para um detox do corpo

 

Músculos tem um papel endocrinológico mais importante do que se pensava há alguns anos. E fazer musculação é de extrema importância para a saúde e longevidade. Um trabalho evidenciou que a massa muscular é um indicador de expectativa de vida. Claro que o exercício aeróbico pode ser combinado, mas a musculação jamais deve faltar a agenda. Por isto, mais do que “exercite-se”, “musculacione-se”.

 

Passo 07: mais líquidos do bem

 

Você pode beber muita água o dia todo. Isto sem dúvida é recomendado para um equilíbrio de saúde. Mas também pode usar probióticos naturais dentro do seu cardápio especialmente interessantes para o desjejum. Para este período de festa, você pode fazer belos drinks com espumante sem álcool, hybrids (combinação de sucos e chás) ou mesmo com Kombucha ou Kefir de água, bem gelados!

 

Confira as sugestões da equipe Kur de diferentes opções de suco detox:

Suco de Melancia e Morango

Ingredientes:
¼ de fatia de melancia
5 morangos (preferência orgânicos)
100 ml de água de coco

Modo de Fazer: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

sucos detox


Suco de Melão e Aipo

Ingredientes:
1 fatia de melão
½ talo de aipo
¼ de pepino pequeno
150 ml de água de coco

Modo de Fazer: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Suchá de Abacaxi e Erva doce

Ingredientes:
200 ml de chá de erva doce
1 rodela de abacaxi
3 folhas de hortelã

Modo de Fazer: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Suco Verde

Ingredientes:
200 ml de água de coco
½ maçã
1 lasquinha de gengibre
10 folhas de hortelã
1 folha de couve (com talo)

Modo de Fazer: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

 

Entenda a chamada “ação Detox”

 

A ação detox ocorre ao promover uma redução de processos inflamatórios e aumentar a eliminação de toxinas do organismo (essas substâncias podem ser metais pesados, aditivos alimentares, pesticidas, agrotóxicos, poluentes do ar e da água, medicamentos, etc).

Quando esse sistema de desintoxicação não funciona adequadamente, por seguirmos uma alimentação inadequada (pobre em nutrientes que ativem a desintoxicação) ou por uma sobrecarga de toxinas, acumulamos em nossas células substâncias que irão afetar a saúde.

Alguns sintomas que podem indicar esse excesso de toxinas são dores musculares, enxaqueca, gosto amargo na boca, fadiga física e mental, distúrbios digestivos, dificuldade de emagrecer, falta de memória, aumento da celulite, entre outros.

E a importância dos alimentos na ação detox

 

Os alimentos que devem ser riscados da dieta detox são: café, sal refinado e temperos prontos, açúcar, carne vermelha, frango de granja, queijos, leite de vaca, farinha de trigo (e seus derivados), frituras, embutidos e bebidas alcoólicas. O excesso de soja também não é indicado.

Os alimentos importantes para o processo de desintoxicação são as frutas e vegetais em geral, mas com destaque para: brotos, brócolis, couve, alho, lentilha, melão, lima, limão, maçã, temperos e ervas como aipo, salsinha, gengibre e alecrim.

 

alimentos detox

 

O sal marinho (ou Flor de Sal ou sal do Himalaia) auxilia na desintoxicação, mas o ideal é usar em quantidades moderadas (deve substituir o sal refinado, molho shoyu e temperos industrializados).

Peixes, ovos, oleaginosas (castanhas, nozes), feijões, arroz integral, quinoa, batata doce, batata baroa, mandioca, lentilha e grão de bico são considerados mais neutros, e podem ser incluídos para completar a alimentação.

Para obter um melhor resultado na desintoxicação, substitua o que for possível por alimentos de cultivo orgânico, para minimizar a exposição a pesticidas, herbicidas, hormônios e antibióticos. Use ovos caipiras e aumente o consumo de peixes brancos e sardinha fresca (evite salmão de cativeiro e atum em lata, que podem ter metais pesados).

 

Não esqueça: a detoxificação é essencial para o emagrecimento

 

A detoxificação e ou a limpeza do organismo é um processo natural que promove a eliminação das substâncias tóxicas que não são essenciais ao organismo. São denominadas toxinas externas: os pesticidas, herbicidas, resíduos químicos industriais, medicamentos, aditivos alimentares, álcool e metais pesados (mercúrio, chumbo, cádmio, alumínio, arsênico, níquel).  As toxinas internas incluem componentes de bactérias, fungos e produtos derivados do próprio metabolismo (ureia e amônia).

O nosso organismo costuma lidar bem com estas toxinas, a não ser que o fígado e os rins não estejam funcionando de modo adequado, estas substâncias são armazenadas no tecido adiposo (gordura), prejudicando o metabolismo e retardando o emagrecimento.

O processo de detoxificação é essencial para o emagrecimento, pois durante a redução do peso através da “queima calórica de gordura”, ocorre a liberação de toxinas para a corrente sanguínea.

Para que essa eliminação de toxinas aconteça corretamente é necessária uma alimentação saudável rica em nutrientes e antioxidantes, tais como: vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina A, magnésio, selênio, zinco, cobre, molibdênio e aminoácidos, além de vegetais crucíferos (brócolis, couve-flor, rabanete, repolho), alho, cebola, cúrcuma, frutas vermelhas e chá verde.

A detoxificação não significa ficar uma semana a base de sucos verdes, sopas e chás “detox”. O processo de eliminação de toxinas não acontece em um período curto, 3 a 7 dias, e após retomar hábitos alimentares inadequados, pelo excesso de consumo de produtos industrializados, ricos em farinha branca, açúcares, gordura hidrogenada, sódio, etc.

Para que o processo de detoxificação permaneça é preciso cultivar bons hábitos e iniciar um novo estilo de vida.