Dia Mundial da Saúde: saiba tudo sobre a data e sua importância

7/4/2023
Dia Mundial da Saúde: saiba tudo sobre a data e sua importância

No dia 07 de abril é comemorado o Dia Mundial da Saúde, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1948, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da saúde e promover hábitos saudáveis ​​em todo o mundo.A cada ano, a OMS escolhe um tema específico, a fim de destacar e chamar a atenção da população mundial para questões importantes de saúde pública. Em 2023, o tema do Dia Mundial da Saúde é o sucesso da saúde pública ao longo dos anos.A data é também uma oportunidade para que governos, organizações e indivíduos possam se concentrar em questões relacionadas à saúde, avaliar políticas públicas e medidas que possam contribuir para a promoção de uma vida mais saudável para todos.

Além disso, o Dia Mundial da Saúde é o momento para destacar a importância da prevenção e do autocuidado. Adotar hábitos saudáveis, como uma dieta equilibrada, exercícios regulares, sono adequado e evitar o consumo de álcool e tabaco são fundamentais para a manutenção da saúde física e mental.Por isso, neste dia 07 de abril, a equipe médica do Kurotel listou 15 orientações para você praticar e, assim, ter melhor saúde e mais vida. Confira!

  1. Para a prevenção da osteoporose e a saúde dos dentes:
  2. É importante ter alimentação rica em cálcio (lácteos, feijão, vegetais verde-escuros, peixes, sementes) e sem excesso de açúcares, como farinha branca, sal e cafeína (refrigerantes de cola, café), que são “sequestradores” de cálcio do osso e dos dentes. Espinafre, rúcula e brócolis auxiliam a fixar cálcio no osso e ainda são ricos em ferro e ácido fólico, que ajudam manter o DNA saudável (pois “silenciam” genes que levariam a doenças). Mariela Silveira, nutróloga e médica diretora do Kurotel.
  1. Erro comum: permanecer muito tempo sentado
  2. Consequência: dores pelo corpo, principalmente na coluna vertebral.Solução: fazer pausas ao ficar muito tempo sentado ou em pé e incluir exercícios que desenvolvam a força muscular e alongamentos.

  1. Seja otimista, desde cedo
  1. Após 10 anos estudando como a personalidade pode influir no aumento ou na diminuição da expectativa de vida, pesquisadores holandeses concluíram que ter uma atitude positiva pode diminuir em até 55% o risco de morte prematura.Michael Zanchet, psicólogo com capacitação em Neuropsicologia.
  1. Menopausa e andropausa alteram o metabolismo e aumentam risco de cânceres e osteoporose
  2. Coma alimentos com fitoestrógenos (substâncias que reduzem os efeitos da queda hormonal), tais com aveia, linhaça, soja, maçã, cebola, cereja, romã, brotos, feijões.
  1. Cuidado com as quedas
  2. 50% das pessoas acima de 65 anos tem uma queda por ano. Subir escadas ou caminhar (utilizando calçados firmes) pode reduzir as possibilidades de quedas. Um cuidado que vale a pena ter em casa: colocar corrimãos e barras de segurança (banheiros e quartos) e excluir tapetes.Roberto Durli, fisioterapeuta especializado em Osteopatia
  1. O Alzheimer tem maior incidência em pessoas com baixo nível de instrução
  2. Leitura, jogos de cartas, tabuleiro e palavras cruzadas podem reduzir risco de demência em pessoas com mais de 75 anos(Fonte: New England Journal of Medicine).

  1. A saúde da mãe impacta no filho.
  2. Mães que não fumam, que não usam drogas e que controlam adequadamente os níveis de açúcar do sangue e de pressão arterial têm filhos com peso corporal e circulação muito mais saudáveis do que as que não o fazem.
  1. Alimente-se com bastante variedade de alimentos, mas sem exageros nas quantidades
  1. De acordo com a OMS, cinco porções de frutas e vegetais devem estar presentes na alimentação diariamente. Isto pode reduzir em até 40% o risco de câncer.Michelle Troitinho, nutricionista pós–graduada em Nutrição Clínica Funcional
  1. Mantenha o bom humor
  2. O riso melhora o fluxo sanguíneo, reduz adrenalina, cortisol e aumenta a liberação de endorfinas, ligadas ao prazer. E dar boas risadas por 10 - 15 minutos queima cerca de 50 calorias. (Fonte: Vanderbilt University, Tennessee).
  1. Durma bem
  2. Estudos sugerem que a falta de sono crônica pode ter um impacto negativo nas funções metabólicas e endócrinas. Quando se dorme menos de 5h há um desequilíbrio no metabolismo. Victor Hugo Canto da Fonseca, médico especialista em Acupuntura.
  1. Movimente-se!
Dia Mundial da saúde
  1. O sedentarismo está associado ao aumento de diversas doenças, como obesidade, diabetes, hipertensão arterial e infarto. Os indivíduos fisicamente aptos e treinados tendem a viver até seis anos a mais.Jaqueline Souza Correa, fisioterapeuta especialista em Osteopatia.
  1. Seja solidário
  2. Segundo estudo publicado na revista Psychology Science, dar apoio físico ou emocional a outras pessoas reduz em até 60% o risco de morte prematura no idoso. Evelise de Oliveira Silveira, médica mestre em Geriatria.
  1. Diga não ao cigarro e às drogas
  2. Fumantes regulares vivem, em média, 10 anos menos do que um não fumante. Cerca de 90% dos casos de câncer nos pulmões, a neoplasia que mais mata no Brasil, estão relacionados ao tabagismo.
  1. Controle seu peso
  2. Estudos mostram que reduzir 25% do consumo de calorias diário aumenta a longevidade em 20 a 30%.Dra Juliana Moraes, médica.
  1. Busque manter a saúde dos neurônios
  2. Por isso, evite consumir alimentos muito industrializados, que contém poucos nutrientes e são ricos em substâncias químicas, tóxicas para as células quando consumidos em excesso, e estão relacionados às doenças neurodegenerativas como Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer.Luis Carlos Silveira, médico nutrólogo e fundador do Kurotel.
Leia também