Nutrição e Gastronomia

Alimentação vegana: 05 orientações essenciais

15/8/2022
Alimentação vegana: 05 orientações essenciais

Confira as orientações da médica nutróloga - e diretora clínica do Kurotel - Dra. Mariela Silveira, sobre a alimentação vegana.

Qual o primeiro cuidado que devemos ter ao resolver seguir a alimentação vegana?

Seguir dieta vegana tem relação com questões filosóficas e pessoais. Não é uma indicação médica, mas o médico poderá respeitar esta decisão, desde que bem suportada do ponto de vista clínico.Desta forma, fazer exame médico detalhado, é fundamental para a segurança. É preciso se entender a história pregressa, a história atual, exame físico, exames laboratoriais entre outros.

É preciso repor alguma vitamina com auxílio de medicamentos?

Sim. Quando falamos de dieta vegana, estamos falando de pessoas que retiram toda a proteína animal (incluindo leite e derivados e também ovos), portanto, retiram a proteína de alto valor biológico.Assim, às vezes, dependendo da idade e de outras situações de saúde a proteína pode ser suplementada. Nesta dieta, não há vitamina B12 disponível e portanto, o complexo B precisa ser monitorado e suplementado.

Quais impactos negativos a saúde pode sofrer? E quais os positivos com a alimentação vegana?

Se não houver indicação ou se não houver a suplementação necessária, a falta de vitamina B12 pode favorecer sintomas relacionados ao sistema nervoso central do tipo transtornos do humor (como depressão), sintomas cognitivos (como falta de memória), dores crônicas. Também, se não for bem feita, pode ser sarcopenia (perda de massa magra) ou desnutrição.Embora ainda não haja um consenso clínico, quando bem conduzida (e suplementada), a alimentação veganapoderá reduzir o risco cardiovascular, como mostram alguns trabalhos e risco de doenças crônicas como cânceres.

No início da dieta, de que maneira o organismo pode manifestar falta dos alimentos não veganos?

Podem ser de formas variadas. Algumas pessoas referem compulsão alimentar, outras alterações de humor. De uma forma geral, os sintomas tendem a ser transitórios.

Existe algum caso em que a dieta vegana é contraindicada?

Em casos de transtornos alimentares (como anorexia, bulimia, ortorexia), desnutrição, anemia severa, depressão severa, dores crônicas de alta intensidade, perda de memória.

Receita Vegana prática para o dia o dia

CABOTIÁ ASSADA COM ESPECIARIAS, MOLHO DE TAHINE E SEMENTES DE GIRASSOL

receita vegana

Ingredientes:Para a Moranga1 kg de moranga cabotiá cortada em cubos (meia unidade média)4 ramos de alecrim fresco½ xícara de chá de azeite de oliva extra virgemSal marinho e pimenta-do-reino moída na hora a gostoSementes de girassolGrãos de Pimenta RosaPara o molho de Tahine1 e 1/2 xícara de chá de castanha de caju1 colher de sopa de Tahine (pasta de gergelim)1 pitada de sal marinho1 pitada de noz moscadaModo de Preparo:Para moranga assadaPré-aqueça o forno a 180 °C (temperatura média).Lave e corte a moranga em cubos de cerca de 3 cm. Manter a casca.Num refratário, disponha os cubos de moranga. Retire as folhas de alecrim do ramo e polvilhe sobre os cubos. Regue com o azeite e tempere com sal, pimenta-do-reino moída na hora a gosto e pimenta rosa em grãos. Misture bem.Leve ao forno por cerca de 1h20min, ou até que a abóbora fique macia e bem dourada. Reserve.Para o molho de TahineDeixe a castanha de caju de molho em água filtrada de um dia para o outro.Descarte a água.Bata no liquidificador a castanha de caju, o tahine, o sal e a noz moscada até obter um creme homogêneo.MontagemNa hora de servir, distribua o molho no fundo do prato, coloque os cubos de moranga com alecrim e salpique sementes de girassol por cima e a pimenta rosa, finalizando o prato.Rendimento: 5 porções

Leia também