O sistema imune tem como função manter a integridade do nosso organismo defendendo-o de agentes infecciosos que existem no ambiente (bactérias, fungos, vírus, parasitas e corpos estranhos) a saber que podem causar doenças. Toda resposta imunológica envolve o reconhecimento do antígeno e uma resposta dirigida à eliminação do mesmo. Por isso é importante manter a imunidade alta para proteger a sua saúde.

A alimentação, entre outros hábitos saudáveis, é uma aliada na defesa do organismo. Onde a nutrição tem papel fundamental no bom funcionamento da imunidade e essa relação harmoniosa é chamada de imunonutrição. Ao mesmo tempo que dentre os nutrientes mais estudados na imunonutrição, indicados aqui pelas nutricionistas do Kurotel- Centro Contemporâneo de Saúde e Bem-Estar Michelle Troitinho e Mariéllen Figueroa, estão a arginina, glutamina, Omega-3, vitaminas (C, E, complexo B) minerais como zinco, magnésio, selênio.

Vale lembrar: é importante manter o sistema imunológico fortalecido. Por isso, veja abaixo alguns nutrientes, seus benefícios e em quais alimentos e condimentos eles estão presentes para saber como a alimentação pode manter a imunidade alta para proteger a sua saúde.

Arginina

Melhora a resposta imunológica.; Melhora a retenção nitrogênio nas células; Promove função e reparos intestinais, bem como proporciona o aumento da vasodilatação nos vasos sanguíneos e a melhora a circulação.  Favorece a cicatrização de feridas. Estimula a produção de hormônios endócrinos.

Fontes alimentares: Laticínios, carne vermelha, flocos de aveia, amendoim, soja, noz, castanhas, amêndoas, gérmen de trigo, alfarroba, cacau, coco seco fresco.

Glutamina

Nutriente essencial para a proliferação de linfócitos T e B (que são as células de defesa). Da mesma forma conserva a integridade da parede intestinal além de promover sua regeneração. Importante nutriente para garantir a função imune do intestino além disso é um poderoso antioxidante no intestino, que minimiza a produção de radicais livres.

Fontes alimentares de origem animal: Laticínios, carne vermelha, peixes, frango, ovos, carne suína.

Fontes alimentares de origem vegetal: Soja, grão de bico, lentilha, ervilha, feijões, espinafre, salsa.

Selênio 

Aumenta a função imunológica, assim ação imunoestimulante, desintoxicante e anti-inflamatória. Participa no metabolismo do hormônio tireoidiano e do metabolismo muscular.  Atua como antioxidante, integrando o sistema de eliminação de radicais livres de oxigênio.

Fontes alimentares: Frutos do mar, vísceras, alho, cebola, milho, cereais integrais (aveia, quinoa) cogumelo, levedo cerveja, castanha do Pará, ovos caipira.

Condimentos: alho, coentro, gengibre e salsa.

Vitamina B6 (Piridoxina)

Importante para a imunidade celular e humoral.  Mantém a integridade funcional do cérebro, já que participa de reações enzimáticas de síntese ou metabolização de neurotransmissores.

Fontes alimentares: Lentilha, arroz integral, semente de girassol, soja, germe de trigo, banana, cenoura, abacate, melão, vísceras, peixe, frango, gema de ovo, nozes, levedo de cerveja.

Condimentos: Alho, cebola, chili, contro, estragão, gengibre, manjericão, manjerona, orégano, páprica, pimenta e sálvia.

Vitamina B1 (Tiamina )

Vital para a integridade do sistema imune, pois sua deficiência leva a diminuição da imunidade específica e da proliferação de linfócitos, além de reduzir a hipersensibilidade cutânea tardia. Participa na transmissão de impulsos nervosos.

Fontes alimentares: Flocos de aveia, feijões, cará, castanhas do Pará, alho, abacaxi, sardinha, lombo suíno assado, semente de gergelim.

Vitamina C

Envolvida na síntese de colágeno, hormônios adrenais, enzimas vasoativas. Auxilia na cicatrização de feridas, fraturas e contusões. Atua no processo inflamatório e na integridade das mucosas.

Fontes alimentares: Goiaba, pitanga, agrião, caju, espinafre, fruta-do-conde, melão, frutas cítricas (Kiwi, limão, acerola, bergamota, laranja, abacaxi), couve, brócolis, tomate, pimentão amarelo.

Condimentos: Açafrão, coentro, cravo-da-índia, gengibre, páprica, salsa e tomilho.

Vitamina E

Importante papel antioxidante. Efeito modulador nos componentes inflamatórios. Neutraliza os metabólitos do metabolismo das gorduras.

Fontes alimentares: Germe de trigo, óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, abacate, gema de ovo, vegetais folhosos (rúcula, couve, folha de brócolis, folhas de beterraba), cenoura, e chuchu.

Condimentos: Açafrão, louro, manjericão manjerona, orégano e pimenta.

Vitamina A

Tem ação anti-inflamatória.

Fontes alimentares: Cenoura, abóbora, fígado, espinafre cozido, melão, brócolis, mamão, manga, aspargo, pêssego, beterraba, alho, alho poro, broto de bambu, lentilha, melancia, banana, caqui, gema de ovo, damasco, cereja.

Condimentos: Alecrim, chili, coentro, cravo-da-índia, louro, manjericão, manjerona, pimenta e sálvia.

Zinco

Diminui as incidências de infecções por aumentar células de defesa. Assim como também está diretamente envolvido na estabilização das estruturas das proteínas e dos ácidos nucléicos (DNA), integridade de organelas subcelulares, processos de transporte, função imunológica e formação genética. Essencial na atividade osteoblástica, calcificação e formação das enzimas ósseas.

Fontes alimentares: Aveia, ostra cozida, leite, gema, frutos do mar, espinafre, sementes de girassol, cogumelo, gengibre.

Condimentos: cominho, gengibre, manjericão e papoula.

Ácido fólico

Sua deficiência leva a diminuição da proliferação de linfócitos T (importante célula de defesa) bem como a redução na produção de anticorpos.

Fontes alimentares: Folhas do nabo, lentilha, grão de bico, feijões, alface romana. Beterraba crua, brócolis, abacate, castanha de caju torrada, couve-flor, mamão papaia, repolho.

Vitamina B5 (Ácido pantotênico)

Exerce papel importante no sistema imune, pois sua privação diminui a concentração sérica de imunoglobulinas e a resposta destes anticorpos.

Fontes alimentares: Cogumelo shitake, salmão selvagem, abacate, ovo, arroz integral, lentilha.

Vitamina B2 (Riboflavina)

Importante para função fagocitária bem como na produção de anticorpos.

Fontes alimentares: Ovos, couve crua, agrião, carne vermelha, manjericão, alface, chicória, pitanga, manga.

Vitamina B7 (Biotina)

Interfere na função imunológica humoral e celular. Na sua deficiência, observa-se diminuição do peso do timo, além disso, ocorre uma diminuição das respostas de anticorpos específicos e da atividade supressora mediada pelos linfócitos.

Fontes alimentares: Cacau, noz pecã, ovo, amêndoa, carne vermelha.

Omega-3

Exerce um efeito modulatório sobre o processo inflamatório. Com a finalidade de aumentar a integridade da mucosa intestinal.

Fontes alimentares: Linhaça, chia, noz, sardinha sólida em óleo, azeite de oliva extra virgem, salmão selvagem, atum sólido em óleo, gema de ovo caipira.

Magnésio

Composto essencial de diversas funções enzimáticas. De tal forma que sua deficiência leva a um processo inflamatório.

Fontes alimentares: Castanha do Pará, castanha de caju, amêndoa, noz, gergelim, linhaça, arroz integral, manjericão, feijões, ervilha, couve, brócolis, peito de frango, sardinha.

Flavonóides

Inibem a inflamação, pois melhoram a resposta imunológica a infecções.

Fontes alimentares: Frutas vermelhas, açaí, uva (sementes e casca), casca de cebola, molho de tomate, couve, brócolis, couve-flor, maçã, chá camellia sinensis, café, erva mate, açafrão da terra, flor de açafrão.

Cuide-se! Pois o que vale mesmo nesta vida, é a vida!

Portanto, cuide de sua alimentação para manter a imunidade alta e proteger a sua saúde.