25/11 – Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

No Brasil o dia 25 de novembro é comemorado o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. Esta data foi estabelecida pelo presidente Castello Branco, com a assinatura do Decreto de Lei nº 53.988, de 30 de junho de 1964.

Ser doador é um ato de solidariedade humana, que traz uma satisfação enorme e salva muitas vidas. Segundo dados do Pró-Sangue, no Brasil, são coletadas 3,6 milhões de bolsas de sangue por ano. Aproximadamente 1,7% dos brasileiros são doadores, porém segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a taxa ideal é entre 3% e 5% da população.

O sangue humano e seus componentes são insubstituíveis e não tem como supri-los em caso de falta. Por isto doar sangue pode salvar vidas.

Algumas orientações nacionais para doar sangue:

  • Ter idade entre 18 e 69 anos;
  • Ter peso acima de 50 Kg;
  • Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV ;
  • Estar bem alimentado e descansado;
  • Se estiver gripado, esperar no mínimo sete dias para poder doar sangue.

Uma reflexão sobre o tempo

Em 1900 o dia tinha 24 h, em 2017 da mesma forma e em 2030 será igual. O que tem se modificado é a percepção que a sociedade tem em relação ao tempo. A velocidade que as informações são transmitidas é imediata, a tecnologia alavancou essa velocidade e facilitou a propagação e resolução de muitos aspectos.

O problema está na relação que se estabelece com o tempo e a tecnologia, colocando-nos em uma relação de otimização ou de escravidão. A primeira, faz com que as informações andem, sejam delegadas e sobra mais tempo para si. A segunda, gera aprisionamento e diminui o tempo para si.

A arte de delegar e dizer “não” são fundamentais para termos mais tempo para nós mesmos. Aquele que faz tudo para os outros e não faz nada para si, acaba realizando atividades que não quer e deixando de ter tempo para si. Tempo é questão de prioridade, tudo aquilo que priorizamos temos capacidade de inserir no nosso contexto de vida, mas aquilo que não priorizamos não somos capazes de organizar, pelo simples fato de não querer fazer.

A vida não tem graça se não usufruirmos o que conquistamos, se tivermos a vida norteada no ‘’ter” e não no “ser”, não daremos significado para as conquistas, será uma vida de acúmulos e pouco gastos. Por isso a importância do equilíbrio. Ter tempo para observar a respiração, sentir o gosto dos alimentos, ver a expressão de um sorriso, sentir a lágrima da emoção, perceber o caminhar, sentir-se importante por ter feito a diferença na atividade profissional, investir tempo na construção de laços fortes com a família e os amigos, sentir a temperatura corporal subindo na atividade física e a gota de suor dissipando-se no exercício, observar os benefícios de cuidar de si. O sentido da vida é perceber e dar significado àquilo que você faz, caso contrário você será apenas um executor de tarefas.

Como está a relação com o seu tempo?

Reflita, priorize a sua saúde: exercite-se, perceba a respiração, sorria, beba água, alimente-se de três em três horas, coma frutas e verduras, trabalhe, estude, cultive amigos, preserve e construa a sua família, cultive a natureza, ganhe dinheiro, gaste o dinheiro dando significado, cultive a espiritualidade em si para refletir nos outros, faça boas ações.

A vida é feita de escolhas, opte em priorizar tempo para si, pois assim fica mais fácil valorizar os momentos de felicidade e aumentar o seu bem-estar.

 

Psicólogo do Kurotel Michael Zanchet

CRP: 07/13384

Dia Mundial do Doador de Sangue

No dia 14 de junho comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. A partir de 2004 a Organização Mundial de Saúde (OMS) convencionou essa data, em homenagem ao médico prêmio nobel Karl Landsteiner, descobridor do sistema ABO de grupos sanguíneos.

Resultado de imagem para doação de sangue

O objetivo dessa celebração é promover campanhas e ações culturais para estimular a população a doar sangue e hemoderivados. Estatísticas mundiais revelam que os países que tem maior índice de doadores são os de alta renda. No entanto as maiores demandas por bolsas de sangue encontram-se nos países pobres e subdesenvolvidos. Além da conscientização da importância de ser um doador regular, vale ressaltar o cuidado com a saúde, estilo de vida saudável e visão preventiva para uma amostra de boa qualidade. No dia da doação são realizados medidas e exames que garantem segurança na coleta e também para o receptor dos componentes doados.

Os requisitos para ser um doador de sangue são:

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 a 69 anos.
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
  • Estar alimentado, sendo que a ingestão de alimentos gordurosos deve ser evitada nas 4 horas que antecedem a doação.
  • Condições como febre, hipertensão arterial, anemia, amamentação e gravidez impossibilitam a doação de sangue.

Seja um doador regular de sangue, estimule seus amigos e familiares a praticar essa boa ação, não somente em casos esporádicos de necessidade especial de entes queridos.

Doar sangue salva vidas!

Dr. Pedro Paulo Prudente – Médico do Esporte do Kurotel