Piloto automático, o comportamento repetitivo

O que as pessoas em geral costumam chamar de ciclo vicioso, nada mais é do que uma complexa economia psíquica. O resultado desta economia é o cérebro operando na coleta de informações e guiando o comportamento de maneira conveniente. Não importando se a consciência está ou não envolvida na tomada de decisão. E, na maior parte do tempo, não está. E é aí que mora o perigo. O cérebro funciona principalmente no piloto automático, baseado em nossas memórias, fazendo pressupostos sobre as informações que recebe e estes pressupostos se baseiam em nossas experiências anteriores. Por esta razão a maior parte do que fazemos e sentimos não está sob nosso controle consciente. A nossa mente é uma mescla de partes acessíveis e inacessíveis. Por outro lado, do ponto de vista do trabalho, o piloto automático é desafiado.

Resultado de imagem para pessoa trabalhando

A criatividade é uma das competências mais requisitadas em um ambiente de mudanças constantes e de busca por inovações. A capacidade de resolver problemas, desenvolver novos produtos é buscada em gestores, empresário ou outros profissionais. E é uma competência que pode ser desenvolvida e exercitada. A criatividade é dependente também de uma boa memória, pois é do acesso às informações guardadas que depende a capacidade de cada um em criar novas respostas, armazenar novas soluções e acessá-las com a flexibilidade para criar algo novo, ou simplesmente eficaz. Uma postura criativa com relação à vida em geral.