NEWS KUR: Novembro, um mês de muitos benefícios nutricionais

Junto com a chegada no mês de novembro vêm também algumas preocupações como por exemplo a de preparar o corpo (esteticamente) para o verão, ou então, de como prepará-lo (nutricionalmente) para as festas de final de ano e seus excessos. Pensando nisso, separamos algumas FRUTAS, VERDURAS e LEGUMES típicos deste mês, para que você conheça os benefícios e prepare alguma das receitas que indicamos para você também. Aproveite!

FRUTAS:

Melancia: é uma fruta doce e refrescante, fonte de vitaminas A, C e do complexo B, potássio, magnésio, cobre e manganês. Entretanto os maiores benefícios da melancia estão nas sementes, que são ótimas fontes de proteínas, ácido graxos poli-insaturados, zinco, selênio e magnésio. Os nutrientes presentes nas sementes promovem melhora na saúde da pele e dos cabelos, auxiliam no controle da pressão arterial e dos níveis de açúcar no sangue, combatem a ação dos radicais livres e reduzem o estresse oxidativo nas células.

Maracujá: o maracujá possui uma grande quantidade de nutrientes essenciais para a saúde, dentre eles destacam-se vitaminas A, B2, B3 e C, ferro, magnésio, fósforo, potássio, cobre. Também é fonte dos compostos fenólicos, os flavonoides, que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatória, atuando diretamente na prevenção do câncer. O maracujá tem ação sedativa, devido a presença de substâncias alcaloides, que promovem o relaxamento do sistema nervoso e induz ao sono. É fonte de fibra solúvel, que melhora o funcionamento do intestino e previne a obstipação intestinal.

Framboesa: a framboesa é uma fruta rica em vitamina C, manganês, ferro, cobre e ácido fólico. Além disso, é excelente fonte de antioxidantes, substâncias capazes de neutralizar a ação dos radicais livres, reduzir o crescimento de bactérias e fungos no organismo, e fortalecer o sistema imunológico prevenindo doenças. É fonte de fibras, que retardam o processo digestivo promovendo mais saciedade.

RECEITA:

STEAK DE FRANGO AO MOLHO DE FRAMBOESA

Ingredientes:
1kg de peito de frango
½ cebola pequena picada
Sal marinho a gosto
Salsa picada a gosto
Temperos a gosto (1 colher de café de alecrim, gengibre, açafrão, use ervas como orégano, tomilho, manjericão, salsinha, cebolinha)

Modo de preparo: corte o peito de frango em cubos grandes e triture no processador ou no liquidificador na opção pausar. Coloque em uma vasilha e adicione a cebola picada, o sal e os temperos a gosto. Misture tudo muito bem com as mãos. Molde com um molde ou faça bolinhas achatadas. Leve a frigideira antiaderente com um fiozinho de azeite de oliva em fogo médio com a tampa fechada, depois vire. Ou asse em forno alto pré-aquecido por 10 a 15 minutos.

Receita: rende 4 hambúrgueres

MOLHO DE FRAMBOESA

Ingredientes:
2 xícaras de caldo caseiro de frango
2 xícaras de framboesas (frescas ou congeladas)
3 colheres (sopa) de vinagre de maçã ou vinagre de framboesa
1 colher (chá) de amido de milho
1 colher (sobremesa) de manteiga
2 colheres (sopa) de adoçante para forno e fogão

Modo de preparo: liquidificar rapidamente os 3 primeiros ingredientes e o adoçante (pode deixar pedaços mais inteiros da framboesa) e levar ao fogo. Após levantar fervura, deixar cozinhar mais 5 minutos, mexendo sempre, e acrescentar o amido de milho diluído em um pouco de água. Quando engrossar, acrescentar a manteiga e desligar o fogo.

 

VERDURAS:

Brócolis: o brócolis pertence a classe das brássicas, possuem fitoquímicos, substâncias importantes para prevenção do câncer, pois apresentam elevada atividade antioxidante, minimizando assim os danos oxidativos e auxiliando na detoxificação do fígado. Contém Genistelina, substância com o poder de inibir o crescimento de tumores. Também é fonte de vitamina C, essencial para o fortalecimento do sistema imunológico, formação de colágeno, absorção do ferro e redução de colesterol. São também fontes de vitamina K, cálcio, fósforo e potássio, nutrientes importantes para a saúde óssea e cardiovascular.

Endívias: hortaliça de leve sabor amargo, rica em vitaminas A e C, ácido fólico, cálcio, potássio e ferro. Possui ação diurética e digestiva, pois estimula a produção das enzimas digestivas, melhorando a absorção dos nutrientes e a eliminação das toxinas. Auxilia o funcionamento do intestino devido ser altamente rica em fibras solúveis. Também tem propriedades antioxidantes e atua no combate dos radicais livres retardando o envelhecimento das células.

 

RECEITA:

SALADA DE ENDIVIA E NOZES

Ingredientes:
6 folhas de endívias
1 maçã vermelha em fatias
5 nozes
1 xícara (chá) de aipo em rodelas

Modo de preparo: leve o aipo cortado para cozinhar levemente. Deixe esfriar Distribua de maneira uniforme os ingredientes. Tempere a gosto

Rendimento: 1 porção
Calorias da porção: 180

 

LEGUMES

Abobrinha: fonte de nutrientes essenciais para a saúde do organismo, destacando-se as vitaminas A, B1, B2, B6 e C, colina, ácido fólico, potássio, fósforo, zinco e magnésio.  Possui compostos antioxidantes, luteína e zeaxantina, responsáveis pela saúde dos olhos e proteção da degeneração macular e catarata. As vitaminas A e C, têm propriedades anti-inflamatórias, fortalecendo o sistema imunológico e reduzindo o estresse oxidativo celular. A sua casca é uma excelente fonte de fibras que ajuda no bom funcionamento do intestino.

Cenoura: a cenoura é excelente fonte de vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6, C e E, ácido fólico, manganês, fósforo e cobre. Devido a sua alta concentração de vitamina A, a cenoura se torna um alimento essencial para a saúde dos olhos, pois evita a cegueira noturna e previne as doenças que afetam a visão. As vitaminas do complexo B, C e E promovem o benefício cardiovascular, auxiliando na redução do colesterol e controle da pressão arterial.

Tomate: o tomate é rico em vitamina A, B1, B2, C, cálcio, fósforo e potássio. Também é uma grande fonte de licopeno, substância antioxidante, que atua na prevenção do câncer, especialmente o câncer de próstata. O licopeno está mais biodisponível quando o tomate é cozido ou em forma de molho, e associado ao consumo de azeite de oliva.

RECEITA:

SOPA DE TOMATE

Ingredientes:
2 kg de tomates maduros e firmes em pedaços (sem pele e sementes)
4 dentes de alho picados (ou alho poro picado)
½ cebola picada
1 colher (sopa) de manjericão picado
1 colher (café) de sal
2 ½ xícaras (chá) de caldo de frango
½ xícara (chá) de iogurte desnatado (opcional)

Modo de preparo: coloque o tomate, o alho, a cebola, o sal e o caldo de frango para cozinhar durante 1 hora. Deixe esfriar um pouco e liquidifique, salpique manjericão. Se desejar, misture o iogurte desnatado e volte ao fogo para esquentar por alguns minutos. Não deixe ferver.

Rendimento: 6 porções
Calorias por porção: 93

 

OBS: Todos alimentos citados contribuem para o emagrecimento, devido ao baixo valor calórico e alto teor de fibras, que promove mais saciedade.

Construiído por: Michelle Mileto Troitinho, Nutricionista CRN2 5752

 

Nutrição no câncer de mama

Texto adaptado do site INFOMAMA

Já é bem estabelecido que avaliação prévia e acompanhamento nutricional em qualquer modalidade de tratamento para o câncer pode prevenir desordens nutricionais, melhorar o status nutricional, auxiliar na resposta cirúrgica e na cicatrização, bem como trazer benefícios ao tratamento antineoplásico por atender aos cuidados de minimizar alguns efeitos adversos das medicações.

Como a nutrição pode auxiliar no tratamento do paciente com câncer:

  • Melhorando as alterações do intestino, principalmente a constipação intestinal;
  • Evitando o surgimento de aftas (mucosite), que dificultam a ingestão alimentar;
  • Evitando flutuações de peso.
  • Manejando náuseas e alterações de paladar.

Conforme o site do Instituto Nacional do Câncer (INCA), “não podemos atribuir a nenhum alimento específico o poder de curar; a alimentação saudável e equilibrada é o melhor suporte de prevenção e de tratamento”. Uma alimentação colorida e variada, mantém o organismo mais sadio para enfrentar o tratamento, oferece qualidade de vida e ainda pode prevenir e amenizar alguns sintomas.

Algumas orientações que podem auxiliar:

– Dispor de uma variedade de frutas em 3, 4 ou 5 porções ao dia e variando as cores, pela oferta de vitaminas. As mais cítricas podem causar aftas no período do tratamento, então sugere-se evitá-las nos primeiros 7 dias do tratamento quimioterápico.

– Farináceos como pão com grãos, sementes, arroz e massa integrais, entre outros, devem ser mantidos na dieta, pois, além do alto teor de fibras que melhora o funcionamento intestinal, controla o peso e tem uma oferta maior de minerais.

– Laticínios magros – não necessariamente os desnatados, mas com menor teor de gordura – podem estar incluídos na dieta.

– Higienizar bem frutas e verduras: utilizar 1 colher de água sanitária em 1 litro de água, deixar de molho por 15 minutos e depois lavar bem.

– Verduras e legumes em abundância de forma in natura, refogado ou cozido. Uma porção de crucíferas ao dia se torna favorável, como: brócolis, couve flor, couve, pimentão, repolho entre outros, pelo poder antioxidante.

– Dar preferência aos orgânicos é definidamente um bom cuidado para uma alimentação saudável.

– Ingerir água (2 litros por dia) é essencial para a hidratação do corpo e para regular o intestino.

– Evitar açúcar e doces na dieta, pois, além de serem calorias vazias, podem aumentar as náuseas; deve-se priorizar um ou dois dias na semana para os excessos.

– As gorduras em excesso devem ser evitadas, pois além de contribuir para elevar níveis de colesterol e triglicerídeos, podem potencializar as náuseas durante o tratamento.

– As carnes, aves e peixes devem completar a dieta, preferencialmente magras, cozidas, assadas, grelhadas ou refogadas.

– Evitar alimentos processados demais, embutidos, excesso de corantes, refrigerantes, suco industrializados e sal em excesso.

– Acrescentar oleaginosas como: nozes, castanhas, amêndoas – 4 unidades ao dia promovem efeitos benéficos de saúde, além da melhora do humor e da fadiga.

Lembre-se de se permitir fugir da regra (às vezes e com moderação), sem culpa, pois também trará benefícios a saúde mental.

Ariane Paiva Vieira
Nutricionista
Porto Alegre, RS

29/05 – Dia Mundial da Saúde Digestiva

Hoje comemora-se o dia Mundial da Saúde Digestiva, a data serve para esclarecer e orientar as pessoas quanto a importância do diagnóstico correto e precoce no tratamento das doenças do aparelho digestório. Entre os males mais comuns, estão a prisão de ventre, a azia, a gastrite, o refluxo, as intoxicações, as inflamações e até mesmo o câncer.

O Sistema Digestório (antes Sistema Digestivo ou Aparelho Digestivo) é formado por um conjunto de órgãos cuja função é transformar os alimentos, por meio de processos mecânicos e químicos, é composto por estruturas que vão da boca até o ânus.

Mas será que você está cuidando adequadamente do seu sistema digestório?  A maioria das pessoas com problemas dessa natureza não procuram ajuda médica e preferem recorrer à automedicação. Soluções básicas podem lhe ajudar a ter mais saúde digestiva.

Coma de forma fracionada ao longo do dia, não beba líquido durante as refeições, aumente a ingesta frutas e hortaliças, aumente a ingesta de grãos como a linhaça, chia, semente de abóbora, quinoa; mastigue mais vezes e mais devagar, beba mais água, diminua o consumo de alimentos processados e/ou industrializados, faça exercícios físicos regulares.

Outro tema recorrente quando falamos em saúde digestiva é a microbiota intestinal, esta podemos entender como um órgão virtual que se comunica com todo o organismo, principalmente cérebro. Quando as bactérias que vivem no intestino estão em desequilíbrio temos um quadro conhecido como Disbiose, isto pode influenciar negativamente a saúde emocional, potencializando quadros depressivos, de ansiedade, Alzheimer, Parkinson e até Autismo.

Se você tiver queixas gastrointestinais procure um médico. Somos o que comemos.

Dr. Renato Kalil – Médico do Exercício e do Esporte do Kurotel

Fontes:

  • Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO)
  • Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG)
  • Organização Mundial da Saúde (OMS)

News Kur – Pergunta de cliente sobre – ALIMENTAÇÃO

Na newsletter do mês de janeiro nosso cliente fez a seguinte pergunta: “quais alimentos podemos utilizar para substituir o pão no café da manhã?”. Veja a resposta do nosso médico nutrólogo e fundador do Kurotel, Dr. Luís Carlos Silveira.

Também tem uma pergunta, nos deixe saber. Entre em contato conosco.

Quais alimentos podemos utilizar para substituir o pão no café da manhã?

O café da manhã, como a primeira refeição do dia, é muito importante, pois ajuda a repor as energias gastas durante a noite e abastece o corpo para começar o dia com mais disposição. A maior parte dos trabalhos científicos relaciona que pular o café da manhã pode estar ligado a maiores chances de obesidade. E não só isto. A qualidade do que se come nesta refeição também já foi diretamente associada ao peso corporal.

O desejado é que, nele, estejam contidas proteínas, carboidratos complexos (ricos em fibras), gorduras saudáveis, vitaminas, minerais.

Um estudo feito com adolescentes procurou identificar os alimentos mais sacietóginos (que provocavam maior saciedade). Um grupo recebia cereal refinado adicionado a açúcar e leite, outro cereal integral com fibras sem açúcar e com leite e um terceiro grupo recebia omelete no café da manhã. O resultado é que a turma que tinha fome mais precocemente pela manhã eram os adolescentes que haviam consumido o refinado, seguido daqueles que comeram fibra. Os últimos a sentirem fome (mais de 1h depois) eram aqueles que haviam consumido ovo. Por isso, utilizar o ovo nesta refeição, pode ser algo interessante para termos em mente.

Assim, algumas possibilidades para se substituir o pão do café da manhã são:

Omelete – Esta opção pode ser preparada sem gordura e é uma boa oportunidade de se agregar proteína e legumes. Para quem gosta, deve usar bastante cebola (alimento que tem bastante fibra e que dá muita saciedade) na comida.  Outra forma de aumentar a saciedade é unindo a abobrinha ralada.

Tapioca – Contém carboidrato de baixo índice glicêmico e libera os níveis de açúcar lentamente no sangue. Além disso, é uma opção sem glúten, para aqueles que necessitam esta alternativa. Pode também ser agregada mais alguma semente na massa da tapioca para potencializar seu benefício, como a chia, por exemplo. Como recheio, pode ser usado o tofu, legumes, queijos e carnes magras leves, ou ainda, nas versões doces com frutas como coco in natura, banana, morangos, adicionados à pasta de cereais natural e canela (que também é útil metabolicamente).

Panquecas – Panquecas integrais recheada com queijos magros ou peito de peru. Outra opção bastante interessante do ponto de vista nutricional, e também de sabor, são as panquecas de batata doce ou de inhame, que não levam nenhum tipo de farinha e podem ser recheadas com pasta de oleaginosas (como tahime, amendoim, nozes) ou cogumelos, por exemplo. Essas panquecas podem ser feitas com ou sem ovos, dependendo das necessidades individuais.

Cereais integrais – São ricos em fibras e antioxidantes. Eles dão sensação de saciedade. Podem ser misturados com leite ou em iogurtes de vaca, búfala, cabra, ovelha ou ainda de vegetais (que podem ser feito em casa) como arroz, amêndoas entre outros.

Dr. Luís Carlos Silveira – Médico Nutrólogo e fundador do Kurotel

News Kur – Pergunta de cliente sobre ALIMENTAÇÃO

Na newsletter do mês de janeiro nosso cliente fez a seguinte pergunta: “quando somos convidados a comer na casa de amigos ou restaurantes e estamos fazendo dieta como devemos proceder?”. Veja a resposta do nosso médico nutrólogo e fundador do Kurotel, Dr. Luís Carlos Silveira.

Também tem uma pergunta, nos deixe saber. Entre em contato conosco.

 

Quando somos convidados a comer na casa de amigos ou restaurantes e estamos fazendo dieta como devemos proceder?

É importante dar-se conta que a autossabotagem pode levar a sentimentos de culpa, depressão e fragilidade. Entretanto, ao mesmo tempo, estes convites são provações, para testar a capacidade de superação do indivíduo, ou seja, momentos para exercitar o autocontrole e especialmente, a confiança. Manter-se dentro daquilo que se propôs trará uma sensação de êxito e vontade de continuar. Assim, não recomendamos que se evitem festividades, apenas que se vá com maior atenção e presença. Isto significa não colocar a mente no “modo-automático”, mas pensar e sentir sobre o que se está fazendo. Se o convite for aceito com este pensamento, já temos meio caminho andado em termos de sucesso.

Outras recomendações práticas são:

Faça um lanche antes de sair de casa, contendo boa quantidade de fibras, como salada ou salada de frutas, por exemplo. Se você costuma ter grande desejo de doces, uma recomendação é comer uma barrinha pequena de chocolate 80% (que não estimulará a vontade de comer doces sem parar e trará outros benefícios neuroquímicos). Você pode, se preferir, deixá-la dentro do carro para a volta para a casa.

Evite o covert, uma vez que são grandes sabotadores dos objetivos, pois as pessoas acabam ingerindo grande quantidade sem perceber, além de “abrirem” o apetite. Um estudo mostrou que o desejo por comer comidas calóricas nas refeições principais é maior quando se ingere comidas mais calóricas nos couverts (como manteigas e queijos gordurosos), comparado à quando se inicia a refeição com comidas menos gordurosas.

Verifique se há salada como opção e sempre comece pela salada antes do prato principal e separadamente. Procure esperar alguns minutos entre a salada e o prato principal para haver tempo dos hormônios relacionados à saciedade agirem (pois são ativados cerca de 20 minutos após as primeiras mastigações, até atingirem certos trechos do seu trato gastrintestinal).

Sirva-se uma quantidade 25% menor do que desejaria se servir.

Busque os alimentos de mais baixo valor calórico.

Evite a sobremesa, já que a natureza do açúcar – em razão de neuroreceptores que atuam no sistema de recompensa – acabam ativando o desejo por comer mais. Se tiver com grande desejo, veja se há alguma opção de frutas como sobremesa.

Evite tomar líquidos com as refeições para poder mastigar melhor e comer mais devagar. Se optar por tomar bebida alcoólica, faça com calma e procure não passar de uma dose (taça). Neste caso, procure tomar água concomitantemente.

Dr. Luís Carlos Silveira – Médico Nutrólogo fundador do Kurotel

Menu delicioso Kurotel para fazer em casa

A alimentação saudável pode ser muito saborosa. Pensando nisso, desenvolvemos um delicioso menu para você reproduzir em sua casa.

Anote os ingredientes e modos de preparos.

SOPA FRIA DE MELÃO

Ingredientes:

  • 1 melão
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão
  • 1/4 de colher de chá de sal não refinado
  • 1/4 de colher de chá de pimenta do reino
  • 1/4 de colher de chá de noz-moscada ralada
  • 1/2 xícara de chá de suco de maçã ou de laranja (se necessário)

Modo de preparo:

Retire a casca do melão e as sementes. Corte o melão em pedaços de 2,5 cm. Num processador de alimentos, bata o melão, o sumo de limão, o sal, a pimenta e a noz-moscada. Se a sopa estiver muito espessa, adicione sumo de maçã para regular a consistência. Mude a sopa para uma taça média. Ponha na geladeira por cerca de 2 horas. Coloque alguns cubos sobre a sopa no momento de servir.
Sirva a sopa fria.

 

 SALADA DE CAMARÕES COM ASPARGO, ABACATE E CHIA

Ingredientes:

  • 500g de camarões graúdos, cozidos e descascados
  • 500g de aspargos frescos
  • 2 abobrinhas
  • 2 miolos de alface
  • 1 abacate pequeno
  • 4 colheres de sopa de suco de limão
  • 1 colher de sopa de salsinha picada
  • 1 colher de sopa de ceboulete picada
  • 2 taças de vinho branco seco
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
  • 1 colher de sopa de semente de chia
  • Sal marinho não refinado e pimenta-do-reino
  • Folhas de hortelã fresca para decorar

Modo de preparo:

Cozinhe os aspargos al dente e reserve. Cozinhe as abobrinhas inteiras na mesma água do cozimento do aspargo e reserve. Ainda na mesma água, acrescente o vinho branco, deixe ferver novamente e acrescente os camarões por 5 minutos e reserve. Descasque os abacates, corte em cubos, regue com o suco de limão. Corte as abobrinhas em rodelas e os aspargos ao meio e depois em pedaços de aproximadamente 4 cm. Junte todos os ingredientes numa saladeira e misture bem, regue com azeite de oliva e sirva em seguida.

 

BACALHAU GRELHADO COM PURÊ DE MAÇÃ-VERDE E DAMASCO

Ingredientes:

  • 6 postas de bacalhau demolhadas e limpas.
  • Azeite para untar e regar o quanto baste.
  • Sal e pimenta-branca a gosto.

Purê:

  • 6 maçãs-verdes.
  • 200 g de damasco seco.
  • Suco de ½ limão siciliano.
  • Suco de 1 laranja.
  • ½ xícara (chá) de água.
  • 1 ramo de canela em pau.
  • 1 colher (chá) de manteiga ghee ou óleo de coco.
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo:

Lave as maçãs, descasque-as e pique-as. Deixe-as na água com o suco de limão.
Feito isto, coloque-as em uma panela, leve-as ao fogo baixo com o damasco. Junte o suco de 1 laranja, a água, a canela e cozinhe com a panela tampada até amaciarem. Desligue o fogo, retire a canela e bata no liquidificador. Retorne-as ao fogo médio com a manteiga ghee, o sal e mexa até que vire um purê na consistência desejada. Unte o bacalhau e a grelha com azeite. Tempere com sal (se faltar) e pimenta-branca. Grelhe dos 2 lados. Quando as postas estiverem douradas, sirva decorado com o purê.

 

FRANGO AO MOLHO CAIPIRA COM PURÊ DE ABÓBORA

 

Ingredientes:

  • 4 files de peito de frango sem pele
  • 1 colher (café) de sal marinho
  • 1 colher (café) de páprica doce
  • 1 colher (café) de pimenta do reino moída
  • 1 colher (café) de alecrim fresco

Para o molho:

  • Suco de 1 limão
  • 2 dentes de alho amassados
  • ½ unidade de cebola roxa picada
  • 5 unidades de tomate cereja cortados em 4
  • Folhas de manjericão a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem

Para o purê:

  • 300g de abóbora cabotiá (moranga)
  • 1 colher (café) de sal marinho
  • 1 colher (café) de noz moscada moída na hora
  • 1 colher (café) de pimenta do reino moída
  • 1 colher (café) de salsinha picada
  • Água suficiente para cobrir

Modo de preparo:

Frango:

Misturar em uma tigela todos os ingredientes para o tempero do frango. Temperar o frango com a mistura dos ingredientes.  Deixe marinar por 30 minutos. Em uma grelha, grelhar ambos os lados. Somente 1 lado ficará com os temperos marinados. Reserve.

Molho:

Mesclar todos os ingredientes e levar para aquecer até os tomates murcharem, cerca de 3 minutos. Reserve.

Purê:

Colocar a abóbora para cozinhar junto com os temperos. Colocar uma quantidade de água apenas para cobrir. Deixar cozinhar até a água secar e a abóbora ficar bem macia. Amassar a abóbora dentro da própria panela até ficar parecido com um purê. Não usar manteiga ou azeite. Decorar com salsinha picada.

 

MOUSSE DE CHOCOLATE AMARGO COM CROCANTE DE CASTANHAS E FLOR DE SAL

Ingredientes:

  • 150g de chocolate amargo sem lactose
  • 2 claras
  • 150g de biomassa de banana verde
  • 2 colheres de sopa de açúcar masco
  • 50 ml de leite de coco
  • 6 unidades de castanhas do Pará
  • Flor de sal

Modo de preparo:

Derreta o chocolate em banho maria, adicione a biomassa e o leite de coco, misture bem até formar um creme homogêneo. Reserve. Coloque as claras em banho maria e adicione o açúcar, deixe esquentar até ficar morna (60° ou temperatura de mamadeira). Leve a mistura para batedeira e bata até formar claras em neve, com textura firme. Adicione a mistura do chocolate as claras, mexendo bem levemente para não perder o aerado da massa. E está pronto.

Coloque em recipientes individuais e leve à geladeira por 1 hora antes de servir.

Para o crocante de castanhas, pique as castanhas grosseiramente e coloque em forno a 180°C por 5 minutos. Decore o mousse com as castanhas tostadas e flor de sal.

6 de abril – Dia Nacional de Mobilização pela Promoção da Saúde e Qualidade de Vida.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade. Amplamente reconhecida como o maior e o melhor recurso para os desenvolvimentos social, econômico e pessoal, assim como uma das mais importantes dimensões da qualidade de vida. Encontra-se em pé de igualdade com outros direitos garantidos pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948: liberdade, alimentação, educação, segurança, nacionalidade, etc.

Qualidade de vida é considerada como a percepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações. Saúde e qualidade de vida são dois temas estreitamente relacionados, fato que podemos reconhecer no nosso cotidiano. Existem evidências científicas abundantes que mostram a contribuição da saúde para a qualidade de vida de indivíduos ou populações.

A 1ª Conferência Internacional de Promoção da Saúde, realizada em Ottawa no Canadá, em 1986, foi um marco de referência para a evolução de promoção da saúde. O documento “Carta de Ottawa”, elaborado nesta conferência, caracteriza a promoção da saúde eficaz como aquela que conduz a mudanças nos determinantes da saúde. Tais determinantes incluem tanto aqueles que estão sob o controle das pessoas (condutas individuais, estilos de vida, utilização dos serviços de saúde), como os que estão fora de seu controle (condições sociais, econômicas e ambientais, assim como a prestação de serviços). Tais estratégias convergem para ações profissionais a serem reorientadas visando tornar os indivíduos e populações mais autônomos em seus processos de saúde-doença, com vistas à melhor qualidade de vida.

O Kurotel promove e estimula as pessoas a comprometerem-se com um estilo de vida mais saudável, valorizando a vida nos sentidos quantitativos (longevidade) e qualitativos (vitalidade e bem-estar). Entende que a educação em saúde e promoção da saúde caminham juntas, gerando possibilidades para que o cliente gerencie informações, se conscientize e tome providências tendo em vista sua qualidade de vida. A saúde compreendida no sentido bio-psico-social.

Dra. Gislaine Bonardi – Médica Geriatra do Kurotel

Dia da Saúde e Nutrição

O dia 31 de março é a data oficial que o Ministério da Saúde escolheu trazer em evidência a importância dos conceitos da Nutrição para a nossa saúde. Nesse dia, instituições públicas e particulares promovem ações visando maior reflexão sobre as boas escolhas alimentares e o valor dos nutrientes. Este é um tema diariamente abordado em conversas corriqueiras com amigos e familiares, em capas de revista com “dietas da moda” e programas de TV que falam de alimentação e culinária.

Porém, como uma instituição que promove saúde, bem-estar e longevidade, a nossa contribuição é disseminar informações de qualidade e proporcionar acompanhamento nutricional e médico quando saúde e alimentação forem os assuntos em evidência. Acreditamos no valor do mindfullness, ou seja, ter atenção plena durante a alimentação, preferir comida de verdade e sempre que possível feita em casa, utilizando o mínimo de alimentos processados. É relevante também combatermos os comportamentos extremos, como terrorismo nutricional, tema comum hoje e que leva muitas pessoas a distúrbios alimentares chamados de ortorexia (obsessão por comer saudável) ou hipermedicalização do alimento que é quando deixamos de ter prazer no alimento e passamos a comer somente pelos efeitos específicos daquela comida que pode ser termogênica, desintoxicante ou para emagrecer e ganhar massa.

Pregamos a alimentação consciente, logo é fundamental separar o momento da refeição e fazê-la com calma, mastigar devagar e saborear o alimento. Tentar usar todos os sentidos e investir um tempo de qualidade, inclusive com as pessoas ao seu redor. Evite usar celular ou TV durante o almoço ou jantar, permitindo que toda a atenção esteja também ligada às sensações que o corpo transmite, diferenciando fome de vontade de comer.

Por isso, ter equilíbrio e bom senso é fundamental para uma boa dieta, mas sem extremos, paranoia com rótulos, sensação de culpa e contagem estrita de calorias. Lembre-se: boas escolhas e bons nutrientes são mais importantes do que calorias.

“Que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”. Hipócrates

Alimentação saudável e prazerosa

Acreditamos que a comida é um dos maiores prazeres e um dos pilares essenciais para um estilo de vida saudável.  Incentivamos que a alimentação seja realizada de forma equilibrada, mas com muito sabor. Os pratos priorizam alimentos orgânicos, cultivados em harmonia com a natureza, sem agrotóxicos ou aditivos. As ervas frescas são nossa marca registrada onde temperos naturais como orégano, salsinha, cebolinha, pimentas variadas, mostarda e curry estimulam todos os sentidos. Refeições equilibradas e muito saborosas são apresentadas com o upgrade da alta gastronomia, onde o menu Kurotel é elaborado por uma equipe de nutricionistas com a consultoria do chef francês relais gourmand Jean Paul Bondoux e planejada nos mínimos detalhes para que cada pessoa sinta o máximo prazer nas refeições e tenha a certeza que está dando ao corpo toda a saúde que ele merece. Utilizamos também a filosofia da Nutrição Funcional que considera a individualidade bioquímica de cada pessoa, buscando restabelecer o equilíbrio orgânico e prevenir problemas futuros.

Estudo constata menor risco de morte prematura em consumidores de café

beneficios-do-cafe

Um estudo on-line publicado em novembro de 2015 pela Revista American Heart Association apresentou que pessoas que consomem de uma a cinco xícaras de café por dia apresentaram menor risco de morte, quando comparadas às que não consomem café.

A investigação incluiu 40.557 homens que participaram do Health Professionals Study; 74.890 mulheres registradas no Nurses’ Health Study, e 93.054 mulheres registradas no Nurses’ Health Study 2. Estes estudos apresentam questionários dietéticos concluídos a cada quatro anos, com informações relativas ao consumo de café, como tipo (regular ou descafeinado) e frequência.

Após 30 anos de estudo, 31.956 mortes ocorreram.  O estudo relatou que beber de 1 a 3 xícaras de café por dia reduz em 9% o risco de morte e de 3 a 5 xícaras por dia reduz em 7%, quando comparadas com pessoas que não consomem café. Resultados similares foram encontrados para o café regular e descafeinado.

Entre os que nunca fumaram, o risco de morte foi 15% mais baixo para aqueles que consumiram de 3 a 5 xícaras. Quando a causa da morte foi examinada, o consumo de café foi significativamente protetor contra doenças coronárias, neurológicas e suicídio.

“Compostos bioativos do café reduziram a resistência à insulina e inflamação sistemática”, observou o primeiro autor Ming Ding, estudante de doutorado no Departamento de Nutrição da Harvard TH Chan – Escola de Saúde Pública. “Isso poderia explicar alguns dos nossos resultados. No entanto, mais estudos são necessários para investigar os mecanismos biológicos que produzem esses efeitos.”

“Este estudo fornece mais evidências de que o consumo moderado de café pode conferir benefícios para a saúde em termos de redução de morte prematura devido a várias doenças”, afirmou o autor sênior Frank Hu, professor de nutrição e epidemiologia na Harvard School of Public Health. “Estes dados suportam o Relatório Consultivo de 2015 Dietary Guidelines que concluiu que o consumo moderado de café pode ser incorporado em um padrão alimentar saudável. “