Saúde do homem

O Novembro Azul é referência na missão de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde. É o mês da campanha de combate ao câncer de Próstata do Brasil. Vamos entender um pouco mais sobre esse assunto?

Afinal, o que é a PRÓSTATA?

É a glândula sexual masculina, situada em torno da porção inicial da uretra, muito pequena, em forma de maçã, que, junto com as vesículas seminais, produz o líquido espermático.

Principais alterações encontradas:

→ Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) : condição em que há aumento da glândula prostática em que pode pressionar a uretra com dificuldade de passar a urina. Não se trata de um tipo de câncer e não aumenta o risco de que o paciente desenvolver.

→ Prostatite (infecção ou inflamação): condição que pode afetar o homem a qualquer idade, mas é mais comum em pessoas com a idade entre 30 e 50 anos. Ela pode ser causada por uma infecção ou uma inflamação da glândula da próstata.

→ Câncer de Próstata: é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

Importante salientar que os sintomas originados pelos problemas de próstata são semelhantes e incluem:

  • Jato de urina muito fraco ou reduzido;
  • Necessidade frequente de urinar, especialmente à noite;
  • A sensação de que sua bexiga não se esvaziou completamente e ainda persiste a vontade de urinar;
  • Dificuldade de iniciar a passagem da urina;
  • Dificuldade de interromper o ato de urinar;
  • Urinar em gotas ou jatos sucessivos;
  • Necessidade de fazer força para manter o jato de urina;
  • Necessidade premente de correr ao banheiro – pode, inclusive, ocorrer que a urina vaze antes que chegue lá;
  • Sensação de dor na parte baixa das costas ou na pélvis;
  • Problemas em conseguir ou manter a ereção;
  • Sangue na urina ou no esperma (esses são casos muito raros).

Fatores de risco do Câncer de Próstata:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos);
  • Histórico familiar;
  • Raça (maior incidência entre os negros);
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade: de acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a obesidade está influenciando principalmente na incidência de câncer de próstata, mama e colorretal. Em homens obesos, o câncer de próstata é mais agressivo.

O seu diagnóstico precoce é essencial para o tratamento curativo. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

 

Fonte: Associação pela Saúde da Próstata e INCA

 

 

 

 

Novembro azul: prevenir é sempre a melhor atitude

O câncer de próstata é o mais comum entre os homens, porém, a detecção precoce é fundamental para o tratamento, tendo em vista que 90% são curáveis em sua fase inicial. Para esta identificação é necessário que homens realizem exames de rotina com esta finalidade.

Orientações do Kurotel de como se preparar para conversar com o seu médico:

→ Faça seu exame regularmente após os 45 anos (com casos na família) e 50 anos (sem casos na família).
→ Escreva todos os sintomas que está sentindo.
→ Caso não apresente sintomas, mas atingiu a faixa de idade, faça o exame.
→ Apresente uma lista das medicações que utiliza, incluindo vitaminas ou suplementos alimentares.
→ Fale sobre hábitos alimentares e rotinas.
→ Avise o médico se houver histórico familiar de câncer de próstata.

Prevenir é sempre a melhor atitude!

Como prevenir o câncer de próstata – Novembro Azul

140610-kur-material-2014-0473

Você sabia que diariamente células cancerosas nascem em cada organismo? Porém elas só se desenvolvem quando o sistema imunológico está enfraquecido e não consegue combatê-las. O sistema imunológico se fortalece com bons hábitos, sentimentos e estilo de vida saudável.

Segundo pesquisas, estilo de vida inadequado pode causar mais câncer, por exemplo, o tabagismo é responsável por mais de 30% das mortes relacionadas aos cânceres, e o consumo de álcool é proporcional à chance de desenvolvimento de câncer de próstata, ou seja, quanto maior o consumo, maiores as chances. Em compensação, uma alimentação balanceada e adequada, pode salvar 30% das vidas.

Finalizando o mês Novembro Azul, onde o foco é a prevenção do câncer de próstata, seguem orientações do Médico do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e SPA –         Dr. Victor Hugo da Fonseca que auxiliam na prevenção:

  • Não fume;
  • Evite o consumo de álcool;
  • Consuma em pouca quantidade leites e derivados;
  • Ingira menos de 4 porções de gordura animal ou carne vermelha por dia;
  • Evite o consumo de farinha branca e açúcar;
  • Substitua o consumo de refrigerantes ou bebidas industrializadas, principalmente zero, light, diet por bebidas naturais como sucos e água;
  • Controle o peso e IMC (índice de massa corpórea);
  • Tenha bons níveis de Vitamina D;
  • Consuma 5 ou mais porções de alimentos fonte de licopeno (tomate, melancia, goiaba, brócolis…);
  • Utilize açafrão, alho e alecrim naturais nas alimentações;
  • Utilize açafrão, alho e alecrim naturais nas alimentações;
  • Realize uma dieta rica em vegetais;
  • Faça exercícios físicos moderados ou vigorosos.

Além dos hábitos e alimentação saudáveis, é ideal que os exames de rastreamento do câncer de próstata sejam realizados pelo menos uma vez ao ano em pessoas acima de 45 anos (com histórico familiar) e 50 anos (sem histórico familiar). Caso deseje um acompanhamento ainda mais preciso e preventivo, a partir dos 40 anos pode solicitar os exames ao médico. Os exames são: Ecografia, Exame de toque e Exame de sangue PSA. O ideal é que os três sejam realizados para uma melhor prevenção.

 

Risco de Câncer de Próstata aumenta com o consumo de carne vermelha frita ou cozida em altas temperaturas

carne vermelha

Na edição de novembro de 2012 da Revista Carcinogênese, a professora de medicina preventiva da Universidade de Keck (Escola de Medicina do Sul da Califórnia), Mariana Stern e seus colegas revelaram uma associação entre o consumo de carne vermelha frita e um maior risco de câncer de próstata.

“Descobrimos que os homens que comeram mais de 1,5 porções de carne vermelha frita por semana aumentaram em 30% o risco de desenvolverem câncer de próstata avançado”, informou a Dra. Stern. “Além disso, os homens que comeram mais de 2,5 porções de carne vermelha cozida em altas temperaturas apresentaram índices de 40% mais propensão do desenvolvimento de câncer de próstata avançado”.

O estudo analisou dados de 717 homens com câncer de próstata localizado, 1.140 casos avançados e 1.096 homens sem a doença, inscritos no estudo colaborativo Prostate Cancer da Califórnia. Os questionários preenchidos forneceram informações sobre o consumo de carne vermelha e carne de aves, bem como práticas de cozinha e formas de preparo.

A equipe descobriu uma associação entre o câncer de próstata avançado e a alta ingestão de carne vermelha cozida em altas temperaturas, bem como fritas. A redução do risco de doença avançada correlacionou-se com a ingestão de carnes de aves cozidas. Em relação à ingestão de carne de hamburger, foi encontrado um aumento significativo do risco de câncer de próstata. “Especulamos que esses achados são resultados de diferentes níveis de acumulação de cancerígenos encontrados em hambúrgueres, uma vez que atingem temperaturas internas e externas mais altas do que o bife”, comenta a Dra. Stern.

“As observações deste estudo não são suficientes para fazer quaisquer recomendações de saúde, porém, dados os fatores de risco modificáveis ​​para o câncer de próstata, a compreensão dos fatores dietéticos e métodos de cozimento são de alta relevância para a saúde pública”, finaliza a médica.

Cuide-se!

#NovembroAzul