Fitness para os neurônios

3d rendering illustration of neurons.
Especialistas dão orientações para manter a memória em boas condições

Instigados pelo questionamento de seus clientes sobre como preservar a memória, os médicos e especialistas do Kurotel deram início a um estudo detalhado sobre cognição e afeto. “Com o aumento da expectativa de vida da população, a memória passou a ser muito estudada. E, acima de tudo, cuidada. Afinal, a memória é a identidade que uma pessoa carrega sobre si e sobre sua percepção da vida”, conta Dra. Mariela Silveira, médica diretora do Kurotel. Além disso, a rotina exaustiva e estressante de trabalho também colabora negativamente para o processo.

Segundo o psicólogo Michael Zanchet, as pessoas só dão conta da memória quando ocorre alguma falha, um esquecimento. E isto pode ocorrer por inúmeros fatores, como cansaço, ansiedade, privação do sono, má nutrição, sedentarismo, ter personalidades do tipo obsessivo (que prima pelos detalhes e tem um gasto energético maior) ou extrovertido (não exercita a atenção interna). Outros fatores como o uso abusivo de apoios ou estímulos externos, como computador e calculadora, também são prejudiciais à memória.

Do ponto de vista bioquímico, alguns fatores podem interferir na memória, entre eles o cortisol elevado, que é o hormônio do estresse. Quando estamos estressados e este hormônio aumenta na corrente sanguínea, o estado de vigilância entra em ação no corpo (é a capacidade de se atentar a aspectos gerais do ambiente), mas a tenacidade diminui significativamente (a habilidade de dar atenção para detalhes e colocar a concentração focada).

“É importante ressaltar que nossa memória, assim como nosso tônus muscular, apresenta um decréscimo natural com o envelhecimento. Porém, se estimulada, pode manter-se por mais tempo com uma boa qualidade de funcionamento”, explica a neuropsicóloga Jacqueline Trindade. Para dar início ao tratamento é importante que o médico possa avaliar fatores orgânicos e descartá-los ou tratá-los para que o psicólogo possa trabalhar fatores psicoeducativos de forma a conseguir melhores resultados.

No Kurotel, a avaliação da memória contempla avaliações e baterias completas de testes e instrumentos neuropsicológicos, com o objetivo de estabelecer um perfil de funcionamento das funções cerebrais. Entre os programas do Kurotel é possível encontrar o fitness para os neurônios, que estimula circuitos neurais, focando a atenção, associando fatos às imagens e desenvolvendo pistas cognitivas para ajudar a realizar tarefas, a organização nutricional fundamental para o sistema nervoso central e, eventualmente, reorganização de medicamentos. Além da memória, o workaholismo (ou seja, ser dependente do trabalho), a criatividade e o humor também são trabalhados.

Segundo a fisioterapeuta Graziele Schwengber, através de estímulos externos percebidos pela pessoa e recebidos no cérebro, há melhora no desempenho das tarefas cognitivas, na capacidade de concentração no que está sendo realizado e na formação de novas associações de neurônios.

Oito hábitos saudáveis que fazem a diferença quando o assunto é a saúde da memória e da mente.

  1. Crie estratégias de memória de armazenamento. Por exemplo, associe imagens em torno de conteúdo que você quer armazenar.
  2. Priorize o estilo de vida saudável, adotando exercícios físicos regulares, técnicas de relaxamento, sono com qualidade e uma dieta balanceada, rica em alimentos que contenham vitaminas do complexo B e vitamina D.
  3. Planeje e execute novos projetos de vida. E faça mudanças em suas rotinas automáticas.
  4. Evite o uso de medicações sem recomendação médica e de bebida alcoólica com regularidade. E jamais faça uso do cigarro.
  5. Gerencie suas emoções. Trabalhe a confiança e a motivação.
  6. A leitura é uma das melhores maneiras de estimular a memória. Também faça resumos do que você lê e palavras cruzadas.
  7. Ao mesmo tempo em que a mente precisa de estimulo, precisa de relaxamento e contato com a introspecção. A meditação tem se mostrado um instrumento muito importante para a melhora da concentração, memorização e sensação de bem-estar.
  8. Reserve e proteja sua agenda para fazer atividades em família, de autocuidado e de lazer. Distribua o tempo de maneira equilibrada entre trabalho e vida pessoal.