Chá Detox Kurotel

Chá Antioxidante 2 – Composição: Chá verde (Camellia Sinensis)

O chá verde é rico em catequinas, sendo uma das mais importantes delas a epigalocatequina-3-galato, que está envolvida no processo de eliminação das toxinas, porque otimiza a produção das enzimas destoxificação hepáticas, aumenta a quantidade de glutationa no fígado, e inibe a iniciação e o desenvolvimento de células cancerígenas promovendo a apoptose (morte) destas células. Além disso o chá verde tem ação diurética, pois aumenta a filtração e excreção da diurese pelos rins.

News Kur – Workaholismo: a mente viciada no trabalho

Embora ainda não exista um consenso sobre a definição de Workaholismo, a maior parte dos autores indica um padrão baseado na compulsão e no excesso. Isso significa que pensa em trabalho de forma obsessiva e também se dedica a ele de forma excessiva. Desse modo, o Workaholic acaba negligenciando outras áreas da vida, como a família, a saúde, relacionamentos e a própria felicidade. Também o faz em resposta a um impulso para evitar o contato com sua vida pessoal. Além disso, é comum um descontentamento constante com o trabalho e com a empresa da qual faz parte.

É um engano pensar que um Workaholic está sempre trabalhando. Esses profissionais, muitas vezes, apresentam uma relação irregular com o trabalho. Podem passar por períodos de baixa produtividade, ou mesmo forçarem-se a algum tempo livre. Porém, nesse momento estão pensando ansiosamente no trabalho a fazer, ou que julgam que deveriam estar fazendo. Vivem uma eterna crise, sempre com algo importante “para ontem”.

O estresse resultante da constante tensão e ativação ansiosa é comum na vida do Workaholic. Vários outros prejuízos à saúde ocorrem num contexto em que o autocuidado é visto como secundário. Costumam ser sedentários, saltam refeições ou alimentam-se mal. O ponto final desse processo desequilibrado é a Síndrome de Burnout, a Depressão, ou uma série de doenças físicas que podem levar a morte, como lembram alguns autores.

Na linha de fogo direta do Workaholic está sua própria família. É comum que digam que trabalham para oferecer qualidade de vida para filhos e cônjuges, mas a falta que fazem em casa é sentida. Dizem que os filhos estão em primeiro lugar, mas não acompanham seu crescimento. Chegam em casa quando os filhos já estão dormindo e saem quando ainda não acordaram. A qualidade do relacionamento conjugal também sofre negativamente. O Workaholic espalha o estresse por onde passa.

É comum que se pense que os Workaholics são profissionais produtivos e de grande interesse para qualquer empresa. Porém o que se observa é que eles “trabalham duro”, mas não de forma eficaz. O Workaholic tem uma compulsão por criar mais trabalho e crises, pois é esse o seu alimento. Por seu caráter perfeccionista e rígido, costuma ter dificuldade em delegar e muitas vezes em terminar projetos. Há que lembrar que o Workaholic geralmente não tem prazer no trabalho. Ele não é um “worklover”. Esse estado de estresse acaba por contagiar sua equipe, especialmente quando ocupa uma posição de gestor, criando um clima de trabalho pesado, de desconfiança e de menos colaboração. É um engano pensar que o estresse deixa a pessoa mais criativa e produtiva. Pelo contrário, sabemos que o indivíduo estressado atua de forma mais conservadora e recorre às respostas de sempre para enfrentar os problemas, mesmo que não sejam eficientes.

A base para prevenir ou tratar o Workaholismo, assim com qualquer consequência negativa associada, é o equilíbrio entre o trabalho, os cuidados com a saúde a vida pessoal. Pessoas que se engajam em regimes de trabalho muito rígidos e exigentes devem buscar proteger seu equilíbrio. Porém, o mais comum é que conforme o trabalho aperta, as pessoas deixem justamente o que deveriam preservar, abandonando atividades físicas, de relaxamento, amizades e família. Assim a balança começa a pender demais para o lado do trabalho e o equilíbrio se perde. A justificativa clássica é a falta de tempo, mas sabemos que medidas como uma alimentação saudável não depende necessariamente disso e no Kurotel, ajudamos nossos clientes nessa organização. Se há menos oportunidades, a qualidade do relaxamento pode ser potencializada e a atividade física organizada de forma coerente. O maior engano que se pode cometer é recorrer às alternativas que a sociedade moderna nos tenta vender, como o álcool, os cigarros e a automedicação, aumentando o desequilíbrio. Mesmo com tantas pressões, o equilíbrio depende principalmente de nós mesmos.  Ações como: aprender a dizer não, proteger e potencializar o uso do nosso tempo de descanso e lazer de maneira saudável, cuidar da saúde, resolver problemas, cuidar do sono, são medidas que resultam em equilíbrio. Assim, se pode corresponder ao que a vida nos pede e verdadeiramente proporcionar resultados sólidos e sustentados.

Muitas empresas já estão com uma visão mais moderna e percebem não só a importância da qualidade de vida e saúde de seus trabalhadores, mas também a relação direta que têm com a produtividade. Investir no equilíbrio pessoal dos trabalhadores significa motivar e manter talentos, potencializando seu comprometimento com a empresa.

 Francisco da Costa, psicólogo que particiou do desenvolvimento do Programa Memória do Kurotel, estudou o tema Workaholismo para sua Tese de Mestrado nas Universidades de Barcelona e Coimbra. Seu trabalho foi realizado a partir de uma amostra de gestores brasileiros.

News Kur – Memória

A memória é nossa identidade, toda vez que recuperamos ou aprendemos informações novas estamos utilizando a nossa memória. O cérebro necessita de estímulos para manter-se ativo cognitivamente. Todas as atividades que trabalham a cognição, a atenção, o raciocínio lógico, o tempo de reação, estão a serviço de estimular a memória, criando reservas cognitivas para o presente e futuro.

Conhecer a nossa memória é importante preventivamente para estabelecermos estratégias de compensação. Por isso, no Kurotel a equipe da psicologia é treinada para aplicar testes neuropsicológicos e tarefas clínicas padronizadas a fim de mensurar estatisticamente como está a memória do cliente pela faixa etária e grau de escolaridade, tendo como resultados: dentro da média esperada, acima da média ou abaixo.  Assim como psicoeducar o cliente do que está em torno da memória e que pode influenciar positivamente ou negativamente.

Dessa forma é possível fazer os encaminhamentos adequados, seja com o caráter preventivo ou de tratamento. A psicologia do Kur espera por você.

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel

 

News Kur – Dia Mundial do Bem-Estar

Trata-se de um projeto social sem fins lucrativos com o objetivo de conscientizar pessoas sobre a importância de bons hábitos e de estar em paz consigo mesmo, gerando motivação para seguir o MANIFESTO DE 7 PASSOS (ilustrado abaixo) para uma vida mais saudável.

Conheça o MANIFESTO DE 7 PASSOS:

  1. Caminhe por 1 hora – https://www.youtube.com/watch?v=U3dOw_uW7dc
  2. Beba mais água – https://www.youtube.com/watch?v=aHMsRMkFQo4
  3. Coma saudável –https://www.youtube.com/watch?v=gZjP-_ljEMY
  4. Evite garrafas plásticas –https://www.youtube.com/watch?v=auX4lIebsWw
  5. Faça uma boa ação –https://www.youtube.com/watch?v=GVKaSBcHSAw
  6. Priorize um tempo com a família – https://www.youtube.com/watch?v=vu6WrkozPqs
  7. Durma bem- https://www.youtube.com/watch?v=RHLxIXMghIE

O dia é celebrado anualmente, no segundo sábado de junho, em quase 100 países de 5 continentes concomitantemente. Mas a ideia é que este momento marque uma mudança que se estenda pelos demais 364 dias do ano. No Brasil as irmãs Rochele e Mariela Silveira, sócias diretoras do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa, são as embaixadoras, engajadas na disseminação deste projeto.

Agora que conhece o Global Wellness Day, contamos com o seu apoio, para que, de forma conjunta, ele alcance o maior número de pessoas possível. Caso você tenha sinergia com a ideia, divulgue os vídeos para os seus funcionários, amigos e familiares, utilizando o slogan “Um dia que pode mudar a sua vida. DIGA SIM você também. I Say Yes! Eu digo sim!”

Temos certeza que, desta forma, poderemos transformar a vida de muitas pessoas. Caso realize alguma ação, nos comunique para que possamos compartilhar sua iniciativa nas redes oficiais do projeto.

Veja o canal do YouTube Dia Mundial do Bem-Estar – GWD Brasil, acompanhe o Facebook Global Wellness Day Brasil e Instagram @Globalwellnessdaybrasil.

Desde já agradecemos a sua atenção apoio e participação.

Um abraço,  Rochele e Mariela Silveira – Embaixadoras GWD no Brasil

News Kur – Pergunta de cliente sobre – ALIMENTAÇÃO

Na newsletter do mês de janeiro nosso cliente fez a seguinte pergunta: “quais alimentos podemos utilizar para substituir o pão no café da manhã?”. Veja a resposta do nosso médico nutrólogo e fundador do Kurotel, Dr. Luís Carlos Silveira.

Também tem uma pergunta, nos deixe saber. Entre em contato conosco.

Quais alimentos podemos utilizar para substituir o pão no café da manhã?

O café da manhã, como a primeira refeição do dia, é muito importante, pois ajuda a repor as energias gastas durante a noite e abastece o corpo para começar o dia com mais disposição. A maior parte dos trabalhos científicos relaciona que pular o café da manhã pode estar ligado a maiores chances de obesidade. E não só isto. A qualidade do que se come nesta refeição também já foi diretamente associada ao peso corporal.

O desejado é que, nele, estejam contidas proteínas, carboidratos complexos (ricos em fibras), gorduras saudáveis, vitaminas, minerais.

Um estudo feito com adolescentes procurou identificar os alimentos mais sacietóginos (que provocavam maior saciedade). Um grupo recebia cereal refinado adicionado a açúcar e leite, outro cereal integral com fibras sem açúcar e com leite e um terceiro grupo recebia omelete no café da manhã. O resultado é que a turma que tinha fome mais precocemente pela manhã eram os adolescentes que haviam consumido o refinado, seguido daqueles que comeram fibra. Os últimos a sentirem fome (mais de 1h depois) eram aqueles que haviam consumido ovo. Por isso, utilizar o ovo nesta refeição, pode ser algo interessante para termos em mente.

Assim, algumas possibilidades para se substituir o pão do café da manhã são:

Omelete – Esta opção pode ser preparada sem gordura e é uma boa oportunidade de se agregar proteína e legumes. Para quem gosta, deve usar bastante cebola (alimento que tem bastante fibra e que dá muita saciedade) na comida.  Outra forma de aumentar a saciedade é unindo a abobrinha ralada.

Tapioca – Contém carboidrato de baixo índice glicêmico e libera os níveis de açúcar lentamente no sangue. Além disso, é uma opção sem glúten, para aqueles que necessitam esta alternativa. Pode também ser agregada mais alguma semente na massa da tapioca para potencializar seu benefício, como a chia, por exemplo. Como recheio, pode ser usado o tofu, legumes, queijos e carnes magras leves, ou ainda, nas versões doces com frutas como coco in natura, banana, morangos, adicionados à pasta de cereais natural e canela (que também é útil metabolicamente).

Panquecas – Panquecas integrais recheada com queijos magros ou peito de peru. Outra opção bastante interessante do ponto de vista nutricional, e também de sabor, são as panquecas de batata doce ou de inhame, que não levam nenhum tipo de farinha e podem ser recheadas com pasta de oleaginosas (como tahime, amendoim, nozes) ou cogumelos, por exemplo. Essas panquecas podem ser feitas com ou sem ovos, dependendo das necessidades individuais.

Cereais integrais – São ricos em fibras e antioxidantes. Eles dão sensação de saciedade. Podem ser misturados com leite ou em iogurtes de vaca, búfala, cabra, ovelha ou ainda de vegetais (que podem ser feito em casa) como arroz, amêndoas entre outros.

Dr. Luís Carlos Silveira – Médico Nutrólogo e fundador do Kurotel

News Kur – Pergunta de cliente sobre ALIMENTAÇÃO

Na newsletter do mês de janeiro nosso cliente fez a seguinte pergunta: “quando somos convidados a comer na casa de amigos ou restaurantes e estamos fazendo dieta como devemos proceder?”. Veja a resposta do nosso médico nutrólogo e fundador do Kurotel, Dr. Luís Carlos Silveira.

Também tem uma pergunta, nos deixe saber. Entre em contato conosco.

 

Quando somos convidados a comer na casa de amigos ou restaurantes e estamos fazendo dieta como devemos proceder?

É importante dar-se conta que a autossabotagem pode levar a sentimentos de culpa, depressão e fragilidade. Entretanto, ao mesmo tempo, estes convites são provações, para testar a capacidade de superação do indivíduo, ou seja, momentos para exercitar o autocontrole e especialmente, a confiança. Manter-se dentro daquilo que se propôs trará uma sensação de êxito e vontade de continuar. Assim, não recomendamos que se evitem festividades, apenas que se vá com maior atenção e presença. Isto significa não colocar a mente no “modo-automático”, mas pensar e sentir sobre o que se está fazendo. Se o convite for aceito com este pensamento, já temos meio caminho andado em termos de sucesso.

Outras recomendações práticas são:

Faça um lanche antes de sair de casa, contendo boa quantidade de fibras, como salada ou salada de frutas, por exemplo. Se você costuma ter grande desejo de doces, uma recomendação é comer uma barrinha pequena de chocolate 80% (que não estimulará a vontade de comer doces sem parar e trará outros benefícios neuroquímicos). Você pode, se preferir, deixá-la dentro do carro para a volta para a casa.

Evite o covert, uma vez que são grandes sabotadores dos objetivos, pois as pessoas acabam ingerindo grande quantidade sem perceber, além de “abrirem” o apetite. Um estudo mostrou que o desejo por comer comidas calóricas nas refeições principais é maior quando se ingere comidas mais calóricas nos couverts (como manteigas e queijos gordurosos), comparado à quando se inicia a refeição com comidas menos gordurosas.

Verifique se há salada como opção e sempre comece pela salada antes do prato principal e separadamente. Procure esperar alguns minutos entre a salada e o prato principal para haver tempo dos hormônios relacionados à saciedade agirem (pois são ativados cerca de 20 minutos após as primeiras mastigações, até atingirem certos trechos do seu trato gastrintestinal).

Sirva-se uma quantidade 25% menor do que desejaria se servir.

Busque os alimentos de mais baixo valor calórico.

Evite a sobremesa, já que a natureza do açúcar – em razão de neuroreceptores que atuam no sistema de recompensa – acabam ativando o desejo por comer mais. Se tiver com grande desejo, veja se há alguma opção de frutas como sobremesa.

Evite tomar líquidos com as refeições para poder mastigar melhor e comer mais devagar. Se optar por tomar bebida alcoólica, faça com calma e procure não passar de uma dose (taça). Neste caso, procure tomar água concomitantemente.

Dr. Luís Carlos Silveira – Médico Nutrólogo fundador do Kurotel

News Kur – Qual o melhor exercício para minha idade?

A inatividade física é um problema mundial de saúde, uma epidemia silenciosa e subvalorizada. Mas qual exercício devemos fazer, qual a recomendação para cada faixa etária?

Primeiramente devemos esclarecer que não existe um exercício ideal, existem algumas orientações embasadas cientificamente que podem lhe ajudar a sair do sedentarismo de uma vez por todas.

Faixas etárias X exercícios

Crianças e pré-adolescentes:  atividades lúdicas e cooperativas (brincar é fundamental), jogos coletivos, danças, etc. Estas estimulam valências físicas diversas, como coordenação, equilíbrio, força, agilidade, velocidade, ritmo, assim como atividades aeróbias, de preferência ao ar livre.

Adolescentes: A partir deste momento do crescimento e desenvolvimento, já começamos a destacar a importância dos exercícios resistidos. Nesta etapa pode ser inserida a musculação, desde que tenha o acompanhamento de um profissional de educação física, executando um treinamento específico para esta idade. A indicação de atividades aeróbias continua adequada, bem como atividades programadas e supervisionadas no esporte.

*crianças, pré-adolescentes e adolescentes devem acumular, pelo menos, 300 minutos por semana de atividade física. Atividades com videogames interativos não substituem a qualidade e quantidade das atividades físicas necessárias.

Adultos: Nesta fase se faz necessária a realização de exercícios resistidos, pois ao longo da vida reduzimos massa muscular progressivamente e é essencial de encontro a esta condição da natureza humana. Pilates, Musculação, Treinamento Funcional, Cross Fit, Natação, Corrida de rua, Bike, Yoga… Independente do que você escolher fazer, devemos ter como pilar o fortalecimento muscular pelo menos duas vezes por semana, de preferência com personal trainer periodizando seus treinos. Orientamos que seja realizado também o exercício aeróbio em sua rotina, acumulando pelo menos 150 minutos por semana.

Idosos: Aqui podemos afirmar que o exercício resistido é imprescindível, é a fase onde mais precisamos readquirir a massa magra (massa muscular) perdida, isso se traduz em independência, autonomia e mais qualidade de vida. Idoso pode fazer musculação, pilates, treinamento funcional. Sugerimos caminhadas ao ar livre em ritmo moderado a intenso conforme orientação de um profissional da área da saúde. A tão indicada hidroginástica é um ótimo exercício com baixo risco de lesão, porém não substitui o trabalho específico de força, pois este aumenta mais efetivamente a densidade óssea e massa muscular.

Não há um “melhor exercício”, nem um exercício ideal. Faça o que for mais viável e prazeroso, mas sempre se mantenha ativo fisicamente. Não existem soluções milagrosas, sua meta será alcançada com regularidade e disciplina. A ordem é e diminuir o “tempo de tela” e se mexer mais. Assim você estará garantindo um futuro melhor.

Aline Amorim e Maria Cristina Schokal Educadoras físicas do Kurotel

Dr. Renato Kalil Médico do Esporte do Kurotel

News Kur – Comecei a musculação e aumentei meu peso

Subi na balança hoje e vi que engordei, estou fazendo dieta, mas minha “balança não muda”. Comecei musculação e engordei, como pode?

Esses são alguns exemplos de frases que ouvimos no dia a dia e que estão conceitualmente erradas em sua essência. A balança comum, dessas que temos em casa ou que encontramos em farmácias, mensura apenas o quanto de peso está sobre ela, mas não mensura o que exatamente está sobre ela. A balança não sabe se você acabou de almoçar, não sabe o peso do seu cinto ou sapato, se está com a bexiga cheia naquele momento, e também não sabe a quantidade de músculos e gordura que você tem.

O que devemos esclarecer é que o músculo é muito mais compacto e denso que a gordura, ou seja, um quilo de gordura ocupa muito mais espaço do que um quilo de músculo, duas pessoas da mesma altura e com o mesmo peso podem ser totalmente diferentes esteticamente.

A composição corporal é o que devemos sempre analisar, divide-se entre massa magra que engloba músculos, ossos, tecidos conectivos e líquidos corporais e a massa gorda que compõe toda a gordura corporal.  O foco para saúde e longevidade é aumentar massa magra e minimizar tecido gorduroso.

É essencial que o termo “preciso perder peso” seja substituído por “preciso reduzir gordura”. Vale lembra que certa quantidade de gordura é essencial para o organismo desempenhar funções vitais, portanto, exercício físico regular com reeducação alimentar irão lhe proporcionar uma saudável RECOMPOSIÇÃO corporal.

Dr. Renato Kalil – Médico do Esporte do Kurotel