Criança requer atenção!

A grande questão que preocupa pais e profissionais é a reflexão sobre a educação dos filhos. As crianças nascem livres de repressão, criativas e com grande capacidade de simbolização, quem deve dar educação, limites, proporcionar afetividade, espaço lúdico são as famílias e o estado.

Uma criança e um adolescente tem o direito de:

→ Receber carinho, amor, abraço e afeto;

→ Brincar ao ar livre, estar em contato com a natureza estimulando o movimento, a percepção, a empatia pelo outro. Para isso, é fundamental que os pais e o estado proporcionem espaços públicos lúdicos e de qualidade, para as crianças se desenvolvam pessoalmente com os outros e não fiquem virtualmente “presos” dentro de suas casas;

→ Receber o “não”, os limites e internalizar as regras de convivência para criar empatia;

→ Ter condições ambientais adequadas e que proporcionem bem-estar, acolhimento e desenvolvimento;

→ Ter orientação e educação, que permitam desenvolver as suas capacidades físicas, cognitivas, senso crítico e criatividade;

→ Ter família e amigos que desenvolvam o diálogo, a brincadeira sadia e o contato pessoal;

→ Ter o tempo dos pais, para dialogar, saber onde os filhos estão, com quem conversam, como está o aprendizado, poder olhar “olho no olho” e saborear o perceber de um sorriso.

A consequência da privação desses direitos pode levar a:

→ Desarmonia familiar;

→ Dependência química;

→ Comportamentos antissociais;

→ Morte precoce (suicídio, acidentes automobilísticos, overdose, etc).

Pais! Reflitam, assumam as suas responsabilidades, não atribua ao outro, o que deve ser feito por você. Ame a seus filhos, priorize tempo para eles e assuma as responsabilidades, assim será revertido a incidência de sofrimento psíquico desses jovens que necessitam ter condições ambientais para elaborar seus conflitos naturais da idade.

Psicólogo do Kurotel Michael Zanchet

 

NEWS KUR – Três práticas para fazer da tecnologia uma aliada na educação dos filhos

As quatro dores do pai moderno são relacionadas ao dinheiro, ao tempo, aos limites e, obviamente, à tecnologia. Esse é o ponto de vista de Marcos Piangers, autor do livro “O Papai é Pop” e convidado do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade para palestrar sobre o tema “Do que meus filhos precisam?” na “Semana das Famílias”.

A ação faz parte da programação que acontece entre os dias 8 e 15 de outubro no Kurotel e tem como objetivo promover uma imersão no aprendizado sobre saúde e bem-estar para fomentar a união familiar por meio de atividades realizadas em conjunto. Há diversas possibilidades planejadas pela equipe do Spa, além da palestra, constam na programação atividades recreacionais como exercícios físicos realizados em um circuito funcional lúdico, contato com a horta e a natureza para um aprendizado sobre a importância dos alimentos na saúde, aula de culinária, caça ao tesouro, passeio ao Gramado Zoo, entre outras.

A escolha das práticas durante a “Semana das Famílias” não foi aleatória e tem muito a ver com o perfil de trabalho de Marcos Piangers e do Kurotel que, em uma era de redes sociais, defendem o aproveitamento máximo do tempo disponível com qualidade, prezando pelo equilíbrio no uso da internet. Confira abaixo como as sugestões dos especialistas sobre o tema para não se tornar refém das tecnologias:

  1. Instant feedback não é padrão

“O mundo em que tudo é respondido na hora que você quer, também é um mundo que te torna mais impaciente, menos empático, menos gentil e menos educado”, diz Marcos, que falará sobre esse e outros aspectos das suas experiências paternas como papai de Anita e Aurora durante o evento no Kurotel.

Segundo ele, os pais acabaram colocando a tecnologia na frente dos filhos ainda com meses de idade, além de se viciar nesse sistema. “Isso faz com que os nossos filhos também achem que o instant feedback é o padrão e, que muitas vezes, a falta de gentileza e educação é o padrão.

  1. Não seja refém dos devices

Para Marcos, é importante que os pais se policiem para não ficarem simplesmente viciados nos devices, olhando para tela o tempo todo, achando que é primordial uma resposta do whatsapp ou de um e-mail e que isso é mais significativo que a presença do seu filho. “Tantos pais trocam o sorriso do filho pelo sorriso de outra criança no Instagram, um pôr do sol que está na frente dele por um pôr do sol que está dentro da rede social”, conta.

  1. Gaste com o tempo com qualidade

Aproveitar o tempo de maneira otimizada é o desejo de 10 entre 10 pessoas, mas como fazer isso? “A vida é composta de vários fatores, não somente atividades profissionais, deve-se ter momento para: trabalho, estudo, lazer, família, afetividade, espiritualidade, gerenciamento financeiro. A partir do momento que foco somente em uma área em detrimento da outra, gera-se um desequilíbrio. O advento da tecnologia otimizou o tempo de chegada e saída das informações, mas é necessário impor limites”, sugere Mariela Silveira, diretora médica do Kurotel, especialista em Terapia Cognitiva Comportamental. “Acho importante entender que tudo isso é muito novo e que nós, mesmo sendo adultos, somos imaturos no relacionamento com a tecnologia e redes sociais. Eu tenho a convicção que é mais saudável gastar tempo de qualidade com seu filho, olho no olho, com bastante brincadeira: quanto mais analógico, melhor”, completa Marcos sobre aproveitar os momentos em família com qualidade, já que eles passam realmente muito rápido.

NEWS KUR: Do que meus filhos precisam?

“Do que meus filhos precisam?”, este será o tema abordado pelo palestrante Marcos Piangers, no dia 13 de outubro no Kurotel. Piangers é autor do livro “O Papai é Pop” e falará sobre o impacto da paternidade na vida de um homem, a nova concepção de pai moderno e sobre como aprender diariamente com os filhos a ser mais feliz e equilibrado.

Os clientes hospedados no Kurotel na semana de 08 a 15 de outubro, ou ainda, quem optar por um Day Spa nos dias 12, 13 ou 14 de outubro, terão a oportunidade de ouvir suas histórias divertidas e emocionantes. Marcos e sua esposa Ana, pais de Anita e Aurora, são deslumbrados com a beleza da maior missão de um ser humano: preparar uma outra pessoa para o mundo, e o mundo para uma outra pessoa, legado que a família Kurotel quer deixar para cada cliente que passar por aqui.

NEWS KUR: Programação Semana das Famílias

Você já leu sobre a Semana das Famílias? Clique aqui

Conheça as atividades que programamos* para as famílias que estiverem conosco no período de 08 a 15 de outubro que optarem pelas atividades familiares:

Domingo 08/10: boas-vindas.

Segunda-feira 09/10: circuito funcional lúdico; aula com dentista; jogos; artesanato.

Terça-feira 10/10: aquakids; yôga para família; oficina da psicologia; recreação

Quarta-feira 11/10: dança para famílias; aula de culinária Kinder; meditação para toda a família; música.

Quinta-feira 12/10: screen off, family on; circuito funcional lúdico; passeio a parque da cidade; horta e natureza; piquenique; festa do pijama.

Sexta-feira 13/10: falando com as emoções; passeio ao GramadoZoo; experiência Estação das Águas;

Palestra: Do que meus filhos precisam? com Marcos Piangers.

Sábado 14/10: aquakids; brincadeiras.

Domingo 15/10: livre para passeio; despedida.

 

*programação sujeita a alterações

PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES:

  1. Crianças menores de 4 anos apenas poderão participar das atividades acompanhadas por um adulto responsável.
  2. Toda a criança ou menor de idade deve vir acompanhada por um dos pais ou responsável legal (deve trazer Autorização registada com firma reconhecida em cartório).
  3. Deve trazer a Carteira Nacional de Vacinação (ou equivalente para outros países, onde conste o registro das imunizações e o histórico do crescimento e desenvolvimento da criança, desde o nascimento).

NEWS KUR: Uma semana dedicada às famílias

Preparar uma criança para o mundo não é tarefa fácil, mas sabemos que um “trabalho em equipe” pode ser muito satisfatório. Quando a família está unida na construção de um futuro melhor, todos aprendem e crescem juntos.

Pensando nisso, nós preparamos a Semana das Famílias aqui no Kurotel. Entre os dias 08 e 15 de outubro estaremos recebendo pais e filhos para uma imersão de aprendizado sobre saúde e bem-estar. Serão diversas opções de lazer e diversão para adultos e crianças, onde os pais poderão fazer o seu tratamento enquanto as crianças se divertem e aprendem. Além, claro, dos momentos de interação entre pais e filhos com atividades em conjunto.

Através do “Caminho da Vida” – o logotipo do Kurotel em formato lúdico –  pais e filhos aprendem sobre meio ambiente, espiritualidade, boa alimentação, exercício físico, mente, coração, família, e, no final, constroem juntos um quebra-cabeça que servirá como lembrança, na volta para casa, de que podem sim ter mais saúde e melhor vida!

“Boa comida boa”, “Mente e coração tranquilos” e “Movimento” serão os pilares dessa semana de aprendizado e construção de um legado. Fique atento a nossa programação, que contará com atividades lúdicas como música, teatro, piquenique e uma palestra muito especial.

 

O amor, afeto e brincadeira. Uma questão de direito!

Com as inúmeras notícias sobre jogos suicidas, gerando alarde na população, principalmente nos pais, levantamos uma grande questão. Não é sobre o jogo, ou sobre a baleia azul, mas sim sobre educação e carinho.

O que preocupa aos pais e profissionais é a reflexão sobre a educação dos filhos. Quem deve educar, dar limites, proporcionar afetividade, espaço lúdico são as famílias e a sociedade está em falência nesse sentido.

As crianças nascem livres de repressão, criativas e com grande capacidade de simbolização, cabe aos responsáveis canalizar e desenvolver estes sentimentos e habilidades para o bem.

Uma criança e um adolescente tem o direito de:

  • Receber carinho, amor, abraço, afeto.
  • Receber o “não”, os limites e internalizar as regras de convivência para criar empatia pelo outro.
  • Ter condições ambientais adequadas e que proporcionem bem-estar, acolhimento e desenvolvimento.
  • Ter orientação e educação, que permita desenvolver as suas capacidades físicas, cognitivas, senso crítico e criatividade.
  • Ter família e amigos que desenvolvam o diálogo, a brincadeira sadia e o contato pessoal.
  • Ter o tempo dos pais, para dialogar, saber onde os filhos estão, com quem conversam, como está o aprendizado, poder um ao outro olhar “olho no olho” e saborear o perceber de um sorriso.

As consequências da privação desses direitos podem ser graves e até irreversíveis, como:

  • Desarmonia familiar.
  • Dependência química.
  • Comportamentos antissociais.
  • Morte precoce (suicídio, acidentes automobilísticos, overdose…).

Reflita!

Assuma as suas responsabilidades, não atribua ao outro ou ao jogo, o que deve ser feito pela família.

Ame seus filhos, priorize tempo para eles e assuma as responsabilidades. Desta forma o tempo será revertido e diminuirá a incidência de sofrimento psíquico desses jovens que necessitam condições ambientais para elaborar seus conflitos naturais da idade.

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel 

A família e o Kurotel

A história do Kurotel é uma história de amor, pois a construção deste sonho inicia no dia que um jovem casal de namorados apaixona-se por um ideal: construir um centro para poder auxiliar as pessoas a cuidarem de sua saúde de forma preventiva. E esta paixão mais tarde, se estende e revela-se em amor pelo trabalho, pelos clientes e, sobretudo pelos resultados na saúde das pessoas.

É uma história de perseverança, de vontade e de acreditar que era possível trazer um novo conceito para época, mesmo que pudesse soar ousado.  A busca da realização fez com que o casal não desistisse daquilo que verdadeiramente acreditava: auxiliar as pessoas a viverem mais e melhor.

A possibilidade do ser humano usufruir de um centro médico de longevidade há 35 anos, quando este não era um assunto falado, pensado ou estudado, não passava de uma ideia.

Nestas 3 décadas, 4 filhas nasceram e cresceram junto com a concretização deste projeto. Viram seus pais investindo dedicação e entusiasmo na construção do Kurotel. Contagiadas por eles, se apaixonaram também. Dos pais receberam lições diárias de relacionamento humano, assim como sobre a perfeita biologia e fisiologia de tudo o que é vivo. Além disso, aprenderam os valores de respeito pelas pessoas, que foram potencializados pelo convívio com clientes, funcionários e comunidade.

Hoje, a família tem sinceros desejos de seguir auxiliando aqueles que entram em contato com o Kurotel, nas suas diferentes abrangências, para que possam ser pessoas mais saudáveis e felizes. É em função disto que a busca pelo aprimoramento é sempre uma constante.