Composição do Cigarro

Listamos abaixo algumas das 4.720 substâncias químicas contidas nos cigarros, você vai se surpreender.

Resultado de imagem para cigarro

  • Amônia (NH3): produto usado em limpeza de azulejos. É corrosiva para o nariz e para os olhos. Vicia. Facilita a absorção de nicotina pelo organismo.
  • Propilenoglicol (C3H8O2): usado em desodorantes. Faz a nicotina chegar ao cérebro. Também utilizado como umectante para hidratar o cigarro.
  • Acetato de chumbo (Pb (CH3CO2)2): presente na fórmula de tinturas para cabelo. Cancerígeno e cumulativo no organismo. Relacionado com perda de memória. Banido da gasolina.
  • Formol (CH2O): conservante de cadáver. Nos vivos, provoca câncer no pulmão, problemas respiratórios e gastrintestinais.
  • Pólvora: libera partículas cancerígenas quando queimada. Facilita a combustão do cigarro e a produção de uma fumaça leve. Provoca tosse, falta de ar e irritação das vias respiratórias.
  • Methoprene: inseticida usado em antipulgas. Provoca irritações na pele e lesões no aparelho respiratório.
  • Cádmio (Cd): usado em pilhas e baterias. Metal altamente tóxico e cumulativo no organismo. Causa danos nos rins e no cérebro. Corrói o trato respiratório, provoca perda de olfato e edema pulmonar. Leva até 20 anos para ser expelido.
  • Naftalina (C1OH8): é usada para matar baratas. Gás venenoso sintetizado em forma de bolinhas. Provoca tosse, irritação na garganta, náuseas, transtornos gastrintestinais e anemia.
  • Fósforo (P4 ou P6): usado na preparação de veneno para ratos.
  • Acetona (C3H60): usada em removedor de esmalte. Entorpecente e inflamável. Irrita a pele e a garganta, causa dor de cabeça e tontura.
  • Terebentina: usado para diluir tintas a óleo e limpar pincéis. Tóxico extraído de resina de pinheiros. A inalação irrita olhos, rins e mucosas.Pode provocar vertigens, desmaios e danos ao sistema nervoso.
  • Xileno (C8H10): presente em tintas de caneta. Inflamável e cancerígeno. A inalação irrita os olhos, causa tontura, dor de cabeça e perda de consciência.
  • Butano (C4H10): gás de cozinha. Altamente inflamável. Quando inalado, substitui o oxigênio no pulmão e é bombeado para o sangue. Causa falta de ar, problemas de visão e coriza.

 

Orientações para enfrentar os gatilhos mais comuns

MOMENTOS DE ANSIEDADE:

No ambiente de trabalho: pegue um lápis ao invés do cigarro e planeje o que vai fazer; deixe uma garrafa de água sobre a mesa e hidrate-se; tire o cigarro de seu pensamento. Não pense em dar qualquer tragada. Se pensar, só ficará satisfeito e menos ansioso quando fumar. Seu objetivo é parar de fumar e não fumar menos; desvie o pensamento, distraia-se. Se não conseguir produzir nada, vá para casa ou dê um tempo. Amanhã será outro dia.

Em casa: beba água, não pense em dar nenhuma tragada; não mantenha cigarro nos seus esconderijos. Jogue todos fora quando começar o tratamento; procure alguém para conversar, telefone ou saia um pouco. A solidão é “amiga” do cigarro; se estiver desesperado para fumar, mastigue lentamente alguns picles (cenoura, pepino, aipo…) neste momento de “fissura”.

Resultado de imagem para bebendo água

CAFEZINHO:

Você pode beber chá de erva cidreira, camomila, hortelã ou outros ao invés do café. Se gostar muito de café, reduza para somente uma ou duas xícaras por dia; troque aqueles vários cafezinhos por água.

NAS FESTAS:

Se achar que vai ser muito sacrifício ir a uma festa e não beber nem fumar, não vá. Outras virão e você, há mais tempo sem fumar, poderá beber com mais tranquilidade, sem se sentir ameaçado. Não abuse das bebidas alcoólicas! Aprecie com moderação.

PERDA DE ENTE QUERIDO OU PROBLEMA GRAVE:

Cuidado! Esses momentos são críticos. Utilize os picles se estiver com desejo quase incontrolável de fumar. Não acenda cigarro e não roube qualquer tragada. Procure auxílio de algum familiar ou amigo que não fume. Telefone para seu médico ou seu psicólogo; desvie o pensamento do cigarro. Saia de perto de quem está fumando. Você tem a impressão de que se fumar vai atenuar um pouco seu sofrimento momentaneamente. Mas lembre-se: é uma ilusão! O problema não desaparecerá e você ainda acrescentará um, que é a recaída.

DIRIGINDO:

Retire os cinzeiros do carro. Coloque saches com aromas agradáveis. Peça que não fumem no seu carro.

FOME INCONTROLÁVEL:

Se você tem a impressão de estar faminto mesmo após ter se alimentado, beba água. Se não passar, use os picles.

APÓS A REFEIÇÃO:

Levante da mesa, escove os dentes, mastigue alguma coisa como cravo, por exemplo.

Viva com mais saúde!

 

Tabaco, um problema de saúde pública

O tabaco é um problema de saúde pública que afeta milhões de pessoas no mundo inteiro, sendo gerador de consequências maléficas para o organismo. Por isso, não perca tempo e busque ajuda para parar de fumar. Lembre o seu maior patrimônio é a sua saúde e o cigarro é o maior prejuízo, pois a cada dois fumantes um tem morte precoce e todos vão adoecer em decorrência do cigarro.

Resultado de imagem para pessoa fumando

Como ajudar na resolução desse problema:

Faça alguma atividade física regular. Isto será de extrema importância para manejar seus níveis de estresse e ansiedade, manter seu peso sob controle, melhora seu condicionamento cardiorrespiratório e seu sono; aprenda técnicas de relaxamento e de respiração que podem ser utilizadas em qualquer situação de gatilho; mantenha acompanhamento com algum profissional de saúde (médico, psicólogo…). A maioria das pessoas precisa de um apoio. Lembre-se que a fase de manutenção é tão importante quanto a fase de suspensão. Vá em frente!

Adaptação do livro “Deixar de fumar – Fumar é gostoso… parar é ainda melhor” da Dra. Jaqueline Scholz Issa – MG Editores, São Paulo, 2003.

Viva com mais saúde!

Algumas doenças relacionadas ao cigarro

 

  • Bronquite crônica;
  • Enfisema pulmonar;
  • Câncer de pulmão, estômago, boca, língua, lábio e laringe;

Resultado de imagem para pulmão

  • Úlcera gástrica;
  • Infarto do miocárdio;
  • Isquemia cerebral;
  • Hemorragia cerebral;
  • Envelhecimento cutâneo;
  • Parto prematuro (além de aumento da mortalidade do recém-nascido, aborto e baixo peso ao nascimento).

Viva com mais saúde!

Perigos do tabagismo

  • O fumo é a principal causa de morte evitável e mata mais do que AIDS, acidentes, drogas, suicídios e homicídios juntos;
  • Fumar diminui a expectativa de vida, quem fuma 2 maços/dia, reduz 8 anos de vida, quem fuma menos reduz até 4 anos de vida;
  • Das 4720 substâncias químicas contidas no cigarro, cerca de 70 a 80 são cancerígenas.
  • O tabagismo leva à dependência, que pode ser de três tipos: física, psicológica e por condicionamento.
  • A fumaça do cigarro contém urânio, plutônio, tório e polônio – 210 (e mais outras 60 substâncias também radioativas). Fumar 1 maço de cigarros diariamente equivale, aproximadamente, a 1 radiografia por dia.

Resultado de imagem para antitabagismo

Escolha viver com mais saúde!

31/05: Dia Mundial sem Tabaco

A partir de 31 de maio de 1987, a Organização Mundial de Saúde convencionou uma data anual para se lembrar da luta contra o tabagismo. Todos os anos celebra-se O dia Mundial sem Tabaco, quando entidades ao redor do mundo, governos, hospitais e outras instituições privadas promovem ações para combater o tabagismo.

No Brasil, 11% das mortes são relacionadas ao tabaco. No mundo, 5 milhões de pessoas morrem anualmente por essa causa. Mais de 50 doenças são associadas ao tabagismo, como: doenças cardiovasculares, doenças pulmonares e muitos tipos de cânceres. Nesse sentido, por maior que seja a evolução das leis no Brasil que proíbam o fumo em locais públicos, muitas ações ainda precisam ser criadas para reduzir o impacto negativo causado por esse vício.

Resultado de imagem para cigarro

No KUROTEL é realizado a terapêutica antitabagismo com olhar “multi e transdisciplinar”. O cliente que deseja cessar o tabagismo é avaliado de forma global.  Inicialmente é visto pelo médico que definirá qual a melhor proposta de tratamento e se   necessário uso de alguma medicação adjuvante. O profissional da medicina gerencia todo o cuidado supramencionado e juntamente com a psicologia, nutrição, fisioterapia e educação física promove mudança no estilo de vida, terapia cognitiva comportamental, exercícios físicos adequados para reabilitação pulmonar e dieta detoxificante. Dessa forma, as chances de êxito da terapia são maiores, com minimização da possibilidade de lapsos e recaídas.

 

Fumo e Aneurisma

Um levantamento realizado pelo Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, que analisou 250 casos, mostra que duas em cada três pessoas que sofreram aneurisma cere­bral fumavam regularmente. A unidade aten­de por ano uma média de mil pessoas com a doença. Os tabagistas, segundo o estudo, estão dez vezes mais propensos a apresenta­rem hemorragias cerebrais que são causadas por aneurismas e também têm maior proba­bilidade de reincidência. O cigarro pode des­truir a proteína fibrosa e elástica, chamada de elastina, encontrada na parede dos vasos sanguíneos. Com isso, facilita a ocorrência de um aneurisma, que surge quando há dilata­ção anormal de uma artéria do cérebro. Se houver o rompimento do vaso, o sangramen­to pode levar o paciente à morte.

cerebro