News Kur – Densitometria de dupla energia (DXA) é o melhor método para avaliar a composição corporal

Com os avanços científicos ficou possível realizar um escaneamento do corpo e com ele conseguir identificar as composições corporais, como peso muscular, massa magra, massa gorda, distribuição da gordura por regiões, massa óssea e água. A partir destes resultados e com o auxílio de um médico, a pessoa pode utilizar os parâmetros para melhorar a sua saúde e prevenir doenças.

Trata-se de um exame que verifica a composição corporal com densitometria por emissão de raios X de dupla energia, chamado de DXA e que vai além da medida corporal total ou massa sem gordura. O Kurotel realiza este exame, pois ao contrário de qualquer outra técnica, com ele é possível avaliar a distribuição de gordura no corpo por um método que é considerado “padrão ouro” comprovado cientificamente para avaliação da composição corporal (massa muscular, massa gordurosa, gordura visceral e massa óssea). Rápido e indolor, o exame não requer nenhum preparo especial e é realizado com baixa intensidade de exposição aos raios X.

As principais aplicações clínicas são: na avaliação do estado nutricional, na averiguação da eficácia de programas de condicionamento físico e de tratamento da obesidade, na reabilitação motora de doenças neuromusculares e na abordagem de pacientes com anorexia nervosa. O exame ainda ajuda a determinar o momento de aquisição do pico de massa óssea em crianças e adolescentes, auxiliando o especialista na análise dos distúrbios do crescimento.

Com o método densitométrico (DXA), é possível estimar com precisão a quantidade e volume do tecido adiposo visceral (VAT), sendo este o tipo específico de gordura relacionado a vários tipos de doenças metabólicas, tais como câncer, hipertensão arterial, síndrome metabólica, obesidade e diabetes tipo 2. Essa análise e acompanhamento se tornam de grande importância pelo fato de que o tecido adiposo visceral tem sido considerado o fator de risco mais importante na evolução das doenças cardiovasculares.

Dra. Gislaine Bonardi – Médica Geriatra do Kurotel