11 de outubro: Dia Nacional da Prevenção a Obesidade

A osteoartrite ou artrose é uma doença crônica, caracterizada por degeneração da articulação (cartilagem articular, ossos, músculos e ligamentos e sinóvias) gerando dor e rigidez à movimentação, sendo mais comum em mulheres acima de 65 anos. Devido esses fatos, os indivíduos que apresentam artrose apresentam dificuldades funcionais, especialmente na locomoção. A osteoartrite tem a característica de afetar as articulações do quadril e joelho, preferencialmente, por serem articulações que suportam o peso. Mas estudos recentes mostram que a osteoartrite não possui apenas características mecânicas, pois tem aumentado o índice da doença em articulações que não possuem características de suporte, como as mãos.

O excesso de peso é um fator causante e agravante para o desenvolvimento de osteoartrite. Estudos mostram que a articulação do joelho sofre forças de impacto de seis vezes o peso corporal. Esse dado aponta que quanto maior o peso corporal, maior a propensão do surgimento de osteoartrite e maior as limitações funcionais do indivíduo. Além disso, o tecido adiposo é um órgão que libera alguns fatores ao nosso corpo, como a adipocitocina. Essa substância leva a um aumento de processo inflamatório e degeneração da matriz na articulação. Quanto maior a quantidade de tecido adiposo, maior a concentração de adipocitocinas. Isso justifica articulações que não recebem carga também serem alvos de osteoartrite. Por isso a importância da manutenção do peso através de exercícios orientados.

Fisioterapeuta Jaqueline de Souza Correa