Bebidas açucaradas podem mudar a composição muscular em apenas 1 mês

Pesquisadores da Bangor University, na Inglaterra, verificaram que pessoas com consumo regular de refrigerantes açucarados mudam a maneira como os músculos usam os alimentos como substrato energético. Ao invés de utilizar gordura, passam a usar preferencialmente o açúcar. Isto atrapalha o consumo de gordura corporal e redução de peso. As alterações musculares e metabólicas são semelhantes a pessoas com obesidade e diabetes tipo 2. O trabalho publicado no European Journal of Nutrition mostrou que a ingesta de refrigerantes modifica o metabolismo daqueles que faziam exercício físico leve, em apenas quatro semanas.

males-refrigerante-dieta

Risco dos refrigerantes açucarados

Beber 340 ml de refrigerante açucarado por dia pode aumentar a incidência de diabetes tipo 2 em cerca de 22%. A constatação é de estudo publicado pelo jornal Diabetologia. O objetivo da análise foi investigar a associação entre o consumo de bebidas adocicadas (ou seja, sucos e néctares de fruta, refrigerantes açucarados e refrigerantes adoçados artificialmente) e a incidência de diabetes tipo 2. O estudo do European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition (EPIC) avaliou essa associação em mais de 12 mil adultos europeus e foi publicado pelo periódico Diabetologia da European Association for the Study of Diabetes (EASD). Os resultados mostraram que, após os ajustes necessários, o consumo dessa quantidade diária de refrigerantes açucarados está associado ao aumento da incidência do diabetes tipo 2. Já a ingestão de suco ou néctar de fruta não foi associada ao aumento na incidência da doença.

Foto-proibido-coca