O Ministério da Saúde está recomendando que a população use máscaras para sair às ruas, o que deve ocorrer quando for estritamente necessário, como fazer compras, por exemplo. Para tanto, o órgão federal está aconselhando a confecção de máscaras caseiras, para evitar a propagação do coronavírus no Brasil, o que protege quem usa e as pessoas ao seu redor.

O Gramado Zoo está produzindo máscaras com costureiras locais e o Kurotel já efetuou a doação de materiais. Grande parte desta produção continuará a ser doada para a comunidade, para que as pessoas possam se proteger quando for necessário sair à rua.

A confecção de máscaras também permitirá que estes produtos não faltem para quem está na linha de frente, os profissionais de saúde, que trabalham na assistência às pessoas doentes.

Então, que tal aprender a confeccionar as máscaras caseiras? Vamos às orientações:

– Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações, que são simples: é preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, tenha dupla face;

– Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;

– As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais;

– Faça mais de uma máscara caseira para cada pessoa de sua família;

– Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;

– Evite ficar tocando na máscara enquanto a estiver vestindo;

– A máscara deve ser lavada sempre que ficar molhada ou a cada 2 horas de uso. Lembre-se: ela deve ser lavada pelo próprio usuário, para que se possa manter o cuidado com os demais membros da família. Lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;

IMPORTANTE: a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém.

ATENÇÃO: as demais ações como manter o distanciamento social, lavar constantemente as mãos com água e sabão e o uso de álcool gel devem permanecer como um hábito preventivo.

COMO FAZER A MÁSCARA CASEIRA

O Ministério da Saúde lançou uma nota informativa na qual orienta como fazer a máscara caseira. Existem diferentes formas para confeccionar as máscaras caseiras, podendo utilizar materiais encontrados no dia a dia. É possível, por exemplo, cortar camisetas deixando em camada dupla e formas que possibilitem a fixação ao rosto, ou recortes de tecidos com metragem de 21 e 34 cm e com utilização de elásticos.

Modelo 1, usando uma camiseta:

e) Corte a camiseta e espessura dupla usando como base as marcações indicadas na figura:

máscara caseira

f) Faça um ponto de segurança na parte inferior (para segurar ambas as toalha)

g) Insira um papel entre as camadas;

h) Amarre a alça superior ao redor do pescoço, passando por cima das orelhas;

i) Amarre a alça inferior na direção do topo da cabeça.

Modelo 2, usando costura e elástico:

j) Separe o tecido que tenha disponível (tecido de algodão, tricoline, cotton, TNT, outros têxteis);

k) Faça um molde em papel de forma no qual o tamanho da máscara permita cobrir a boca e nariz, 21 cm altura e 34 cm largura;

l)Faça a máscara usando duplo tecido;

m) Prenda e costure na extremidade da máscara um elástico, ou amarras;

Atenção:

As medidas de utilização e higienização das máscaras caseiras fazem a diferença para a eficiência da iniciativa. Desta forma, os seguintes cuidados devem ser utilizados:

n) O uso da máscara caseira é individual, não devendo ser compartilhada entre familiares, amigos e outros;

o) Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara;

p) Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la na rua, não fique ajustando a máscara na rua;

q) Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem, antes de retirar a máscara;

r) Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente;

s) Faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária (2,0 a 2,5%) por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável);

t) Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão;

u) Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão;

v) A máscara deve estar seca para sua reutilização;

w) Após secagem da máscara utilize o com ferro quente e acondicionar em saco plástico;

x) Trocar a máscara sempre que apresentar sujidades ou umidade;

y) Descartar a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida;

z) Ao sinais de desgaste da máscara deve ser inutilizada e nova máscara deve ser feita.


Você ficou com alguma dúvida a este respeito? Saiba mais na nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde, acessando aqui: