É hora de deixarmos de lado toda e qualquer individualidade, e pensar no coletivo. O momento exige consciência social e o isolamento, ou distanciamento social, é uma forma efetiva de demonstrar essa consciência pelo bem comum: ficar em casa, apenas com sua família, mas seguindo todas as orientações médicas, é uma forma de proteger a si mesmo, a quem você ama, assim como proteger outras pessoas. Siga a orientação: fique em casa! A médica do Kurotel, Bárbara Schiavenin, ressalta o quão importante é a atitude de se manter em distanciamento social, evitando assim contágio e proliferação do coronavírus. “É um momento diferente, por isso precisamos agir de forma diferente”, indica.

Segundo a médica do Kurotel, se todos que podem seguir essa orientação de permanecer em seus domicílios fizerem a sua parte, haverá uma parada do crescimento da doença em nossa cidade, Estado e país. E porque não dizer no mundo? “Permanecer em casa evita o crescimento rápido e progressivo desta infecção viral”, destaca Bárbara.

Cada pessoa é peça fundamental no combate a esse vírus.

Portanto, não visite amigos. Não reúna a família. E tenha o mínimo de contato possível com pessoas acima de 60 anos, que integram o principal grupo de risco. “Telefone aos idosos, esteja presente neste momento, mas não pessoalmente”, aponta a médica, que também faz um apelo para que todos sejam responsáveis ao comprar alimentos e produtos de higiene e limpeza, não comprando o desnecessário, a fim de evitar o desabastecimento geral.

“Os supermercados, por exemplo, permanecem abertos. Mas importante evitar aglomerações. Lembre-se: distanciamento social é vital”, afirma Dra. Bárbara.

Por isso, só saia para a rua em situações estritamente necessárias. Aproveite o momento para curtir um bom livro, meditar, conversar com as pessoas que ama (por telefone, quando não residirem na mesma casa), beber um café ou chá degustando e aproveitando todos os seus sabores, coisas que normalmente a correria do dia a dia não permite.

“Se houver a colaboração de todos, logo essa situação poderá ser controlada”, declara a médica do Kurotel.


Como ocorre o contágio e transmissão do coronavírus?

De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão do coronavírus costuma ocorrer pelo ar

Gotículas de saliva;

Espirro;

Tosse;

Catarro;

Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Evitar contato próximo com pessoas doentes.

Ficar em casa quando estiver doente.

Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.


Deseja saber mais sobre o coronavírus? O Ministério da Saúde mantém orientações seguras aqui.