Fitoterápicos termogênicos: saiba o que são e seus benefícios

Os fitoterápicos – produtos e fármacos obtidos das plantas para fins terapêuticos, tem o seu efeito termogênico mediante a ingestão de extrato seco, e não através da ingestão alimentar. Isto se deve pela alta concentração dos compostos bioativos, de acordo com os estudos científicos. Confira abaixo alguns exemplos e seus benefícios:

Canela: Fontes dos compostos antioxidantes cianamato e ácido cainâmico, que possuem efeitos anti-inflamatório, hipoglicemiante, hipotensor, anticancerígeno e termogênico. Estudos realizados em humanos tem demonstrado que a canela pode melhorar a sensibilidade à insulina e o perfil glicêmico, além de contribuir no aumento da termogênese.

Gengibre: Os gingeróis são os principais componentes antioxidantes do gengibre, que estimula o metabolismo a queimar mais calorias e ajuda a reduzir a produção de substâncias inflamatórias que quando em excesso dificultam a quebra das células de gordura. Em alguns ensaios clínicos realizados com humanos tem mostrado efeitos na melhora a resistência à insulina no tecido adiposo, que leva a melhora da glicemia de jejum e hemoglobina glicada em pacientes diabéticos. Outros estudos, tem observado a ação do gingerol na inibição intestinal da absorção de gordura, aumento da termogênese e controle do apetite.

Pimenta vermelha: Fonte do composto antioxidante capsaicina, possui propriedades antiobesidade, antidiabética, anti-inflamatória e indutora da termogênese. O seu efeito termogênico se deve pela estimulação da liberação das catecolaminas norepinefrina e e pinefrina da medula adrenal, com ativação do sistema adrenérgico e de receptores capazes de aumentar o gasto energético e diminuir a gordura corporal.

Pimenta preta: Fonte do composto bioativo piperina, possui função digestiva, termogênica e aumenta a absorção gastrointestinal de outros nutrientes e antioxidantes, como é o caso da cúrcuma.

Chá verde (Camellia sinensis): Os compostos fenólicos do chá verde, especialmente as catequinas, associada a cafeína, também presente na camellia sinensis, estimulam o metabolismo dos lipídios, através da lipólise (quebra das células de gordura), que aumenta a ativação de enzimas envolvidas no processo de geração de energia e diminuição da deposição de gordura no músculo e no fígado.

Citrus aurantium (laranja amarga): Fonte de flavonoides, sendo o principal o p-sinefrina, que está associado no aumento da termogênese pela ligação a receptores adrenérgicos (como a adrenalina e noradrenalina), resultando em um aumento da lipólise e da oxidação de gorduras.

Ilex paraguariensis (erva mate): Possui alto teor de polifénois, como os flavonoides, cafeína, teobromina e saponinas triterpênicas, que são responsáveis pelos efeitos termogênicos, antiobesidade e melhora na resistência à insulina. Os estudos demonstraram que a ingestão da erva mate antes do exercício físico pode aumentar a oxidação de gordura durante exercícios leve e moderado.

Michelle Mileto Troitinho – Nutricionista do Kurotel.

Publicado por

kurotelb

Fundado em 1982 por Luís Carlos Silveira, e sua esposa, Neusa Silveira, o Kurotel - Centro Médico de Longevidade e Spa, está localizado em meio às belezas da Serra gaúcha, na cidade de Gramado. É reconhecido por promover e estimular as pessoas a se comprometerem com um estilo de vida mais saudável, motivando escolhas positivas. Valorizando a vida nos sentidos quantitativo (longevidade) e qualitativo (vitalidade e bem-estar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *