Chás para auxiliar no emagrecimento

O chá faz parte da vida da maioria das pessoas, sendo hoje uma das bebidas mais consumidas no mundo e além de ser um ótimo recurso para completar sua dieta. A equipe de nutrição do Kurotel listou abaixo alguns chás e suchás que auxiliam no emagrecimento.

Confira os benefícios e como preparar cada chá:

Chá Verde

Porque é bom: Os compostos fenólicos do chá verde são antioxidantes e estimulam a lipólise (quebra das células de gordura) através da ativação de enzimas envolvidas no processo de gerar energia para o organismo. Além da perda de peso corporal e da queima de calorias e gordura, o Chá Verde promove a drenagem de toxinas e retenção de líquidos, o que significa a redução de inchaços. O chá ainda possui propriedades antioxidantes que auxiliam na produção do colágeno, reduzindo o risco de flacidez.

Contra indicações: em caso de gestação, lactação, doença de tireoide, pressão alta e doenças cardíacas deve ser tomado somente sob orientação médica. Também deve ser usado com cautela por pessoas que apresentam problemas de gastrite, ansiedade generalizada, insônia ou nervosismo, já que é estimulante e pode piorar estes quadros.

Como preparar:  coloque a água para ferver e assim que surgirem as primeiras bolhas de ar (antes de começar o processo de ebulição), apague o fogo. Acrescente a erva (o ideal são 2 colheres de sopa para 1 litro de água, mas pode começar com apenas 1 colher, pelo menos até se acostumar com o sabor do chá) e abafe por 5 minutos. Coar e tomar ou armazenar (durante 24 horas). Tomar quente ou frio. Pode voltar a aquecer, mas evitar que entre em ebulição (ferva) para não perder as propriedades.

Quanto tomar: Tomar 3 xícaras ao dia, preferencialmente nos intervalos entre as refeições para não interferir na absorção de cálcio e ferro dos alimentos. É um bom chá para tomar antes dos exercícios físicos.

Agora que está chegando o verão, pode ser usado na forma de Suchá :

 Suchá de Chá Verde (substitui um lanche ou usar no desjejum)

  • 1 xícara de chá verde preparado e frio
  • 1 Kiwi ou laranja pequena (antioxidantes, sacia)
  • 1 maçã pequena com casca cortada em cubos (digestiva e sacia)
  • 4 folhas de hortelã ou gotinhas de limão (tônicos e digestivos, reduz inchaço)
  • Gelo à gosto

Chá de hibisco

Porque é bom: O chá estimula a queima de gordura corporal, facilita a digestão, regulariza o intestino e combate a retenção de líquido.  A alta concentração de antocianina, que tem ação antioxidante (eliminando boa parte dos radicais livres) e anti-inflamatória (combate a inflamação das células, permitindo que elas voltem a exercer totalmente suas funções). Mucilagens, presentes na planta impedem parte da absorção do carboidrato e da gordura dos alimentos. Nos rins, anulam temporariamente a ação do hormônio antidiurético, evitando a retenção de líquidos.

Contra indicações: em caso de gestação, lactação, problemas renais, uso de medicamentos diuréticos – tomar somente sob orientação médica.

Como preparar: Leve um 1 litro de água ao fogo. Assim que começar a levantar as primeiras bolhinhas, acrescente 2 colheres (sopa) cheias do hibisco seco (ou 2 sachês). Desligue o fogo, tampe e deixe descansar por 5 minutos (10 no máximo). Coe em seguida. Evite voltar a aquecer para não diminuir os efeitos terapêuticos da planta.

Associação que aumenta o potencial: faça uma associação com o chá de cavalinha: para 1 litro de água coloque 1 colher (sopa) de hibisco e 1 colher (sopa) de cavalinha. A cavalinha é diurética, favorece o trabalho dos rins e facilita a eliminação das toxinas pela urina, combatendo o inchaço.

Quanto tomar: Tomar 2 a 3 xícaras ao dia, preferencialmente no período da manhã, quando estamos no auge dos processos de desintoxicação. Não tem efeito estimulante como o chá verde, mas evitar tomar perto da hora de dormir para não ter que  ir ao banheiro durante a noite.

Chá de gengibre

Porque é bom: Reduz o apetite, ajuda na digestão, reduz a formação de gases, o que evita a sensação de barriga inchada e volumosa. É termogênico e anti-inflamatório, ou seja, estimula o metabolismo a queimar mais calorias e ajuda a reduzir a produção de substâncias inflamatórias que quando em excesso dificultam a quebra das células de gordura. As propriedades terapêuticas do gengibre são resultado da ação de várias substâncias, mas o principal é o Gingerol.

Contra-indicações: pessoas com hipersensibilidade ao gengibre (pode dar alergias). Sugere-se cautela em gestantes (usar pouco ou com orientação), pessoas portadoras da doença de Crohn, intestino irritável, doenças neurológicas, hepatopatia, úlcera, gastrite e epilepsia.

Como preparar: Colocar a 5 cm de raiz de gengibre em ½ litro de água fria e aquecer até ferver (em recipiente tampado). Desligar e aguardar 5 minutos antes de coar. Se quiser associar ervas, adicionar depois de ter desligado o fogo (aguardar 2 minutos para baixar um pouco a temperatura da água antes de agregar outras ervas/folhas).

Associação que aumenta o potencial: alecrim, hortelã ou Canela. O alecrim e a hortelã também reduzem a formação de gases e melhoram a digestão por estimularem sucos digestivos. A Canela é termogênica e reduz o tempo de esvaziamento gástrico (aumenta a saciedade) e regula a taxa de açúcar no sangue após a refeição (o excesso de açúcar no sangue desencadeia o processo de acumular gorduras). Adicionar 1 colher de sopa de alecrim ou ½ xícara de folhas de hortelã no chá de gengibre pronto (depois de ter esperado baixar um pouco a temperatura da água) e tampar por 5 minutos. No caso da canela, colocar para ferver 1 pau de canela junto com a raiz de gengibre.

Beba 30 minutos antes das principais refeições.

 

Publicado por

kurotelb

Fundado em 1982 por Luís Carlos Silveira, e sua esposa, Neusa Silveira, o Kurotel - Centro Médico de Longevidade e Spa, está localizado em meio às belezas da Serra gaúcha, na cidade de Gramado. É reconhecido por promover e estimular as pessoas a se comprometerem com um estilo de vida mais saudável, motivando escolhas positivas. Valorizando a vida nos sentidos quantitativo (longevidade) e qualitativo (vitalidade e bem-estar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *