31/05: Dia Mundial sem Tabaco

A partir de 31 de maio de 1987, a Organização Mundial de Saúde convencionou uma data anual para se lembrar da luta contra o tabagismo. Todos os anos celebra-se O dia Mundial sem Tabaco, quando entidades ao redor do mundo, governos, hospitais e outras instituições privadas promovem ações para combater o tabagismo.

No Brasil, 11% das mortes são relacionadas ao tabaco. No mundo, 5 milhões de pessoas morrem anualmente por essa causa. Mais de 50 doenças são associadas ao tabagismo, como: doenças cardiovasculares, doenças pulmonares e muitos tipos de cânceres. Nesse sentido, por maior que seja a evolução das leis no Brasil que proíbam o fumo em locais públicos, muitas ações ainda precisam ser criadas para reduzir o impacto negativo causado por esse vício.

Resultado de imagem para cigarro

No KUROTEL é realizado a terapêutica antitabagismo com olhar “multi e transdisciplinar”. O cliente que deseja cessar o tabagismo é avaliado de forma global.  Inicialmente é visto pelo médico que definirá qual a melhor proposta de tratamento e se   necessário uso de alguma medicação adjuvante. O profissional da medicina gerencia todo o cuidado supramencionado e juntamente com a psicologia, nutrição, fisioterapia e educação física promove mudança no estilo de vida, terapia cognitiva comportamental, exercícios físicos adequados para reabilitação pulmonar e dieta detoxificante. Dessa forma, as chances de êxito da terapia são maiores, com minimização da possibilidade de lapsos e recaídas.

 

Maio Vermelho – 31 de maio – Dia Estadual de Combate contra o Câncer Bucal

Neste mês de maio, dentistas e equipe de saúde bucal, tanto da rede pública como da rede privada estão convidados a participar das ações de prevenção e dos cursos.

Projeto Maio Vermelho, de prevenção e combate ao câncer de boca, organizado pelo CECO, CRO/RS, Faculdade de Odontologia da UFRGS e Saúde Bucal da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, tem, a cada ano, mais municípios engajados nesta relevante ação para a saúde no Rio Grande do Sul, beneficiando diretamente a população por meio de orientação e oportunizando exames preventivos.
“A Odontologia está cada vez mais assumindo seu papel no cuidado integral do paciente, com conhecimento e profissionais dedicados, aptos a diagnosticar e acompanhar o paciente durante todo o tratamento oncológico” – coloca o presidente do Conselho, Nelson Freitas Eguia. “Nessa perspectiva, o CRO/RS estará investindo ainda mais, estimulando todos os profissionais, tanto da rede pública como da rede privada a participarem deste Projeto”.
Apoiado pelas diferentes esferas de governo e também por instituições e entidades relacionadas ao ensino e exercício da Odontologia, o Projeto Maio Vermelho possibilita o aperfeiçoamento contínuo dos profissionais tanto para orientar a população em relação aos fatores de risco e ao desenvolvimento da doença quanto para fortalecer seu conhecimento no diagnóstico precoce. Paralelamente, se propõe a mobilizar os gestores a organizar a linha de cuidado ao paciente oncológico e informar ao dentista como ser parte desta equipe interdisciplinar.
Seja parte desta grande ação de Prevenção e combate ao Câncer de Boca!

Fonte: Site Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande do Sul

29/05 – Dia Mundial da Saúde Digestiva

Hoje comemora-se o dia Mundial da Saúde Digestiva, a data serve para esclarecer e orientar as pessoas quanto a importância do diagnóstico correto e precoce no tratamento das doenças do aparelho digestório. Entre os males mais comuns, estão a prisão de ventre, a azia, a gastrite, o refluxo, as intoxicações, as inflamações e até mesmo o câncer.

O Sistema Digestório (antes Sistema Digestivo ou Aparelho Digestivo) é formado por um conjunto de órgãos cuja função é transformar os alimentos, por meio de processos mecânicos e químicos, é composto por estruturas que vão da boca até o ânus.

Mas será que você está cuidando adequadamente do seu sistema digestório?  A maioria das pessoas com problemas dessa natureza não procuram ajuda médica e preferem recorrer à automedicação. Soluções básicas podem lhe ajudar a ter mais saúde digestiva.

Coma de forma fracionada ao longo do dia, não beba líquido durante as refeições, aumente a ingesta frutas e hortaliças, aumente a ingesta de grãos como a linhaça, chia, semente de abóbora, quinoa; mastigue mais vezes e mais devagar, beba mais água, diminua o consumo de alimentos processados e/ou industrializados, faça exercícios físicos regulares.

Outro tema recorrente quando falamos em saúde digestiva é a microbiota intestinal, esta podemos entender como um órgão virtual que se comunica com todo o organismo, principalmente cérebro. Quando as bactérias que vivem no intestino estão em desequilíbrio temos um quadro conhecido como Disbiose, isto pode influenciar negativamente a saúde emocional, potencializando quadros depressivos, de ansiedade, Alzheimer, Parkinson e até Autismo.

Se você tiver queixas gastrointestinais procure um médico. Somos o que comemos.

Dr. Renato Kalil – Médico do Exercício e do Esporte do Kurotel

Fontes:

  • Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO)
  • Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG)
  • Organização Mundial da Saúde (OMS)

Viajando em nome da saúde!

No universo da humanidade, muitas pessoas têm como hobbie e investimento de lazer: viajar! E em determinados momentos comparam os benefícios de uma viagem de lazer com uma viagem de saúde, como a ida para um Spa Médico. Esta análise não pode ser feita pelo prisma comparativo, pois não são ações excludentes, mas caso queira optar por uma, podemos fazer algumas observações.

Resultado de imagem para janela do avião tumblr

Em uma viagem a lazer, muitas vezes, a pessoa aproveita todo o tempo possível para conhecer as localidades novas, desbravar a gastronomia e cultura loca e no final tem a sensação nobre do aumento da cultura, mas não tem o descanso físico – muito bom e importante.

Como uma analogia, a viagem para a saúde, como a ida a um Spa Médico pode proporcionar: autoconhecimento, bem-estar, relaxamento, organização do tempo, emagrecimento, gerenciamento do estresse, descanso físico e mental, aumento da capacidade física e mensuração da sua condição clínica. Ao término desta viagem a sensação é de se estar pronto para recomeçar as atividades cotidianas, investindo tempo e dinheiro no seu maior patrimônio que é a saúde.

Aumentar a qualidade de vida depende de escolhas: o que você quer escolher para você?

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel

 

Emagreça com saúde

A imagem corporal é muito explorada na sociedade contemporânea e muitas vezes as pessoas buscam dietas milagrosas para obter um padrão de beleza imposto e se esquecem do maior patrimônio que é a saúde.

Para emagrecer de forma saudável é preciso uma reeducação composta pela análise completa dos comportamentos pessoais, vislumbrando quais são os objetivos de vida e a partir desta, modificar os hábitos e estilo de vida por meio de uma equipe transdisciplinar composta por psicólogo, educador físico, nutricionista e médico.

A avaliação médica irá fornecer dados clínicos sobre a saúde, que serão importantes para identificar se o funcionamento hormonal está dentro da normalidade ou se existe alguma disfunção que pode afetar o emagrecimento. A nutricionista vai verificar os hábitos alimentares, fará uma avaliação de nutrientes e fornecerá uma dieta balanceada, com equilíbrio de nutrientes.  Para exercitar-se de forma correta, a avaliação física e a orientação de um educador físico é imprescindível e o auxílio do psicólogo ajuda no reconhecimento dos motivos que prejudicam o estabelecimento de uma dieta saudável e as variáveis emocionais que podem afetar no processo, como estresse, ansiedade, sintomas depressivos, a relação com o próprio corpo, a forma de pensar e culturas herdadas relacionadas à comida.

Emagrecer e manter o peso com saúde tem a ver com uma reeducação de um estilo de vida, através da aprendizagem de comportamentos benéficos ao corpo.

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel

Como as mulheres podem e devem cuidar da saúde agora que estão adiando a gravidez

Atualmente as mudanças na sociedade estão gerando novos papeis para a mulher, participando de um movimento dinâmico que se alterna entre a carreira, projetos pessoais e o relógio biológico. Detentora da liberdade, inclusive aquela que permite a expressão e escolhas, podendo opinar no seu próprio planejamento de vida e familiar.

Contudo, é importante que a mulher mantenha o cuidado com sua saúde, independentemente da idade, pois há mudanças físicas e hormonais que necessitam de medidas específicas para a qualidade de vida e devem ser constantes, principalmente se há um projeto de ser mãe em um momento mais maduro de vida.

Resultado de imagem para mulher grávida

Assim, é necessário corrigir hábitos para evitar problemas futuros, procurando manter visitas aos ginecologistas, oftalmologistas, dermatologistas, realizar exames clínicos, ter uma alimentação equilibrada e saudável, praticar exercícios físicos, ter momentos de lazer, sono reparador e cuidar da mente e das emoções.

Dra. Gislaine Bonardi – Médica Geriatra do Kurotel

Atividade física para mães

 

O nascimento de um filho é um dos momentos mais significativos na vida de uma mãe. Sabendo disto, realizar atividades físicas em conjunto com o bebê é uma maneira de auxiliar o retorno da forma física, estreitando ainda mais os vínculos afetivos já existentes. Abaixo seguem algumas opções de exercícios com esta finalidade, porém eles devem ser realizados com a supervisão de um profissional habilitado para esta atividade, preservando a segurança do bebê e o correto movimento das mães.

Aquecimento: Caminhar com bebê no carrinho ou no colo (alternando o braço que está segurando o bebê). Procure um local agradável e seguro para caminhar com o bebê, porque a exposição a novas pessoas, sons e visões são muito estimulantes e pode acabar deixando o bebê agitado.

Musculatura de braços e ombros – Em pé, segure o bebê pelas axilas com as duas mãos, mantendo os cotovelos próximos ao corpo. Estenda os braços para cima elevando o bebê. Volte à posição inicial.

Musculatura abdominal – Deitada de costas, coloque o bebê em um colchonete ao seu lado. Posicione uma das mãos apoiadas atrás da cabeça e a outra estendida lateralmente. Uma perna flexionada e a outra estendida. Eleve o cotovelo em direção ao joelho contrário, subindo o tronco.

Flexão e Extensão de quadril – Deitada de lado, com a cabeça apoiada sobre o cotovelo. Deite o bebê de lado, também apoiado sobre o seu braço. Estenda a perna e volte, levando o joelho na direção do abdômen.

Musculatura peitoral e braço – Deitada de costas, segurando o bebê pelas axilas, estenda os braços elevando o bebê para cima.

Adutor e Abdutor de coxa – Coloque seu bebê sobre o abdômen, segure-o pelas mãos. Afaste e una as pernas.

Musculatura glútea, abdominal e fortalecimento de tronco – Coloque seu bebê sobre o abdômen, segure-o pelas mãos. Deixe as pernas flexionadas, eleve o quadril e volte controlando o movimento.

Musculatura abdominal – Coloque seu bebê sobre o abdômen, segure-o pelas mãos. Deixe as pernas flexionadas e eleve o tronco em direção do bebê.

Musculatura abdominal, Flexão e Extensão de quadril – Deite-se de costas, com as pernas flexionadas e elevadas. Coloque o bebê sobre suas pernas e segure-o pelas mãos. Mexa as pernas para frente e para trás.

Dr. Luis Felipe Martins – Diretor Médico do Kurotel

 

A medicina do esporte e sua completa avaliação

No programa Fitness & Spa um dos diferenciais é a inclusão da avaliação da medicina do esporte. Você sabe como ela funciona?

No Kurotel esta avaliação é realizada por médicos especialistas em Medicina do Exercício e Esporte, com o intuito de examinar funcionalmente cada pessoa avaliando as características físicas de flexibilidade, postura, dados antropométricos, força e resistência de membros superiores e inferiores, músculos do CORE, composição corporal e capacidade aeróbia, ou seja o consumo de oxigênio (VO2 máximo).  Associado a essas valências físicas, que serão mensuradas por meio de testes validados, outros aspectos como risco cardiovascular, avaliação ortopédica e nutrológica relacionada a prática esportiva também serão contemplados na anamnese médica.

A avaliação é respaldada por dados concretos de testes que proporcionam uma “fotografia” do momento físico do indivíduo, o que traduz informações importantíssimas de saúde para que seja gerado um parâmetro comparativo para futuras avaliações. Ou seja, é uma forma de comparar os próprios resultados após um período de realização da nova dieta, sono correto e ajustes no treino, orientados pelos médicos do esporte, educadores físicos e fisiologistas do exercício e nutricionistas.

A avaliação dura cerca de 45 min e posteriormente é marcada uma consulta pra o retorno das informações coletadas, com os devidos comentários, sugestões e esclarecimentos.

Todos os parâmetros são avaliados sempre de forma global e correlacionados entre si, o objetivo é “ver” o indivíduo como um todo e otimizar a saúde para que se tenha maior qualidade de vida e mais disposição na rotina.

Esta avaliação é somente contraindicada nos seguintes casos:

  • Gestantes
  • Crianças até 14 anos
  • Idosos sedentários ou irregularmente ativos farão avaliação geriátrica
  • Idosos pouco ativos
  • Cirurgias recentes (sem liberação do cirurgião)
  • Condições ortopédicas que limitem movimentos articulares (avaliação prévia no Kurotel)

 

Dr. Renato Kalil e Dr. Pedro Prudente – Médicos do Esporte do Kurotel.

 

 

Exercício é “remédio” para o corpo

Hoje em dia o exercício é comprovadamente uma prescrição eficaz para dor nas articulações. Movimentar-se pode ajudar a aliviar a dor no tornozelo, no joelho, no quadril e nos ombros, por exemplo. A capacidade de compensar dor nas articulações vem da força muscular, músculo parado se atrofia e, consequentemente, as dores aumentam. É isso mesmo que você está lendo, nas dores articulares crônicas podemos e devemos nos mexer mais, isto aliviará os sintomas.

Quando estamos vivendo algum processo físico doloroso tudo fica pior em nossas vidas, já não se pode caminhar tranquilamente e com postura adequada, entrar no carro torna-se complicado, dançar perde a graça, fica perigoso tomar um simples banho, descer uma escada já não é possível, enfim, tudo começa a ficar mais difícil de ser executado.

E porque isto acontece? Porque o exercício pode ser um aliado no combate a dor?

  • Aumenta a força e a flexibilidade dos músculos e do tecido conjuntivo que circundam as articulações. Quando os músculos da coxa são mais fortes, por exemplo, eles podem ajudar a apoiar o joelho, aliviando assim uma parte da pressão sobre a articulação.
  • Alivia a rigidez, que por si só pode ser dolorosa. Quando não nos exercitamos, os tendões, músculos e ligamentos tendem a se encurtar cada dia mais rapidamente. Mas o exercício e alongamento da cadeia muscular posterior do corpo podem ajudar a reduzir a rigidez e preservar ou ampliar a sua amplitude de movimento.
  • Aumenta a produção de líquido sinovial, o lubrificante dentro das articulações. O líquido sinovial ajuda a trazer oxigênio e nutrientes para as articulações. Assim, o exercício ajuda a manter suas articulações “bem azeitadas”.
  • Aumenta a produção de compostos naturais que combatem e aumentam o limiar da dor, ou seja, você se torna menos sensível as dores que antes lhe incomodavam muito mais.
  • Ajuda você a manter seu peso sob controle, o que pode ajudar a aliviar a pressão em articulações com suporte de peso, como quadris, joelhos e tornozelos.
  • Aumenta a produção de produtos químicos naturais no cérebro que ajudam a impulsionar o seu humor. Você vai se sentir mais feliz – além de se sentir melhor.

É sempre recomendável ser supervisionado por um médico e por um educador físico antes de iniciar um programa de exercícios, para que assim sejam feitos os mais corretos e de maneira segura.

Lembre-se: O corpo humano foi feito para se mover!!!

Dr. Renato Kalil – Médico do Esporte do Kurotel

Tempo para si

A sociedade contemporânea nos impõe um mundo automático, ágil, com inúmeras informações ao longo do dia, que nos tornam acelerados e ansiosos. Quando se entra nesse ciclo vicioso, nossas percepções ficam alteradas, trazendo prejuízos físicos e emocionais.

Por mais que tenhamos múltiplas tarefas que envolvam aspectos pessoais e profissionais, devemos organizar momentos da semana para cultuarmos o “eu”. A individualidade é importante e fundamental para nos cuidarmos e conseguirmos nos relacionar adequadamente e com empatia (colocar-se no lugar do outro) com as pessoas, garantindo sucesso interpessoal.

O tempo é igual para todos, as 24h do dia são iguais, o que difere no passar dos anos é a relação que as pessoas estabelecem com o tempo. Devemos dividir nossa semana com atividades: de saúde (exercícios físicos, alimentação, relaxamento, horas de sono); pessoais (cinema, teatro, lazer, família) e profissionais (atividade profissional, gerenciamento da casa, cursos). O equilíbrio entre esses três fatores vai refletir na nossa qualidade de vida. A distribuição correta do tempo e a priorização de si é a chave para o bem-estar pessoal e familiar.

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel