O amor, afeto e brincadeira. Uma questão de direito!

Com as inúmeras notícias sobre jogos suicidas, gerando alarde na população, principalmente nos pais, levantamos uma grande questão. Não é sobre o jogo, ou sobre a baleia azul, mas sim sobre educação e carinho.

O que preocupa aos pais e profissionais é a reflexão sobre a educação dos filhos. Quem deve educar, dar limites, proporcionar afetividade, espaço lúdico são as famílias e a sociedade está em falência nesse sentido.

As crianças nascem livres de repressão, criativas e com grande capacidade de simbolização, cabe aos responsáveis canalizar e desenvolver estes sentimentos e habilidades para o bem.

Uma criança e um adolescente tem o direito de:

  • Receber carinho, amor, abraço, afeto.
  • Receber o “não”, os limites e internalizar as regras de convivência para criar empatia pelo outro.
  • Ter condições ambientais adequadas e que proporcionem bem-estar, acolhimento e desenvolvimento.
  • Ter orientação e educação, que permita desenvolver as suas capacidades físicas, cognitivas, senso crítico e criatividade.
  • Ter família e amigos que desenvolvam o diálogo, a brincadeira sadia e o contato pessoal.
  • Ter o tempo dos pais, para dialogar, saber onde os filhos estão, com quem conversam, como está o aprendizado, poder um ao outro olhar “olho no olho” e saborear o perceber de um sorriso.

As consequências da privação desses direitos podem ser graves e até irreversíveis, como:

  • Desarmonia familiar.
  • Dependência química.
  • Comportamentos antissociais.
  • Morte precoce (suicídio, acidentes automobilísticos, overdose…).

Reflita!

Assuma as suas responsabilidades, não atribua ao outro ou ao jogo, o que deve ser feito pela família.

Ame seus filhos, priorize tempo para eles e assuma as responsabilidades. Desta forma o tempo será revertido e diminuirá a incidência de sofrimento psíquico desses jovens que necessitam condições ambientais para elaborar seus conflitos naturais da idade.

Michael Zanchet – Psicólogo do Kurotel 

Publicado por

kurotelb

Fundado em 1982 por Luís Carlos Silveira, e sua esposa, Neusa Silveira, o Kurotel - Centro Médico de Longevidade e Spa, está localizado em meio às belezas da Serra gaúcha, na cidade de Gramado. É reconhecido por promover e estimular as pessoas a se comprometerem com um estilo de vida mais saudável, motivando escolhas positivas. Valorizando a vida nos sentidos quantitativo (longevidade) e qualitativo (vitalidade e bem-estar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *