Trabalhe seus músculos, eles refletem diretamente em sua saúde

Por anos, quando se falou nas funções dos músculos para o corpo humano, as primeiras respostas que vinham à mente costumavam ser: sustentação do esqueleto, postura, movimento e locomoção. Outras funções nobres são de uma ciência mais recente. Através do desenvolvimento da fisiologia e bioquímica do exercício foi descoberto que o músculo tem um papel endócrino, ou seja, produtor de substâncias, chamadas miocinas, que têm funções sinalizadoras do metabolismo, muito semelhante a hormônios.

Os estudos indicam que durante o exercício o corpo humano produz tais substâncias em resposta à contração muscular, promovendo ação anti-inflamatória e estimulando a redução da gordura visceral. Outras ações já documentadas são o aumento da sensibilidade à ação da insulina e melhora da função pancreática, ou seja, efeitos que melhoram condições como diabetes e obesidade. Em contrapartida, salienta Pedro Paulo Prudente, médico do Esporte (CREMERS 040921 – RQE 28340) da Equipe do Kurotel, que no indivíduo sedentário temos justamente o oposto. “A inatividade física por si, independentemente de peso corporal ou alimentação, já é um fator de risco aumentado para doenças cardiovasculares, depressão, demência e alguns tipos de câncer. Logicamente, todo o contexto de variáveis são determinantes para o desfecho dessas enfermidades, porém, temos que reconhecer que o sedentarismo é um fator de risco independente e que associado aos outros elevam as chances dessas enfermidades que têm fundamento em inflamação crônica”.

Atualmente, quando é feita a análise da composição corporal de um indivíduo, uma das principais variáveis a ser considerada é a massa magra. “Quando se avalia uma pessoa que deseja emagrecer não podemos olhar apenas a massa gorda. A relação entre massa magra e massa gordurosa deve ser avaliada e quantificada para discernimento da composição e metabolismo”, frisa o médico do esporte. Dessa forma, tanto dieta quanto exercícios podem ser direcionados.

Segundo Pedro Paulo Prudente, a massa muscular tem o papel importante de elevar a taxa metabólica basal, ou seja, o quanto de energia nosso corpo gasta em repouso. Quanto mais músculos, mais nosso corpo gasta energia, mesmo em um dia que o indivíduo não realizar grandes esforços. Sabemos que o envelhecimento, principalmente em indivíduos inativos fisicamente, cursa com redução lenta e gradual da massa muscular. “Dessa forma, podemos compreender por que na medida em que envelhecemos notamos nosso ‘metabolismo desacelerar’ e é cada vez mais comum ouvirmos em consultórios de médicos e nutricionistas o mesmo teor de conversa: ‘como pouco e ainda assim engordo’. Muitos apelam para termogênicos, dietas milagrosas e até terapia com hormônios para emagrecer, quando o cerne do sucesso do controle do peso está na melhora da composição corporal, do incremento da massa muscular, aumento do gasto calórico aliada a uma dieta equilibrada e com boa distribuição de nutrientes”.

Estudos recentes indicam que os exercícios resistidos (musculação) têm resposta mais efetiva para melhora da composição corporal (emagrecimento). Se há algum tempo se falou em zona de queima de gordura e aeróbicos contínuos de baixa intensidade para emagrecer, hoje a ciência vem provando o contrário. Exercícios com foco em hipertrofia (aumento da massa muscular magra), associação de aeróbicos intensos, intervalados e em curtos períodos têm melhor benefício em melhorar a composição corporal.

O médico explica que isso não quer dizer que apenas a musculação tem o papel de ativar essa cascata de sinalizadores (miocinas), mas toda forma de exercício. “Quando o indivíduo abandona o sedentarismo, desperta o tecido muscular a produzir miocinas reguladoras do metabolismo. O ideal numa prescrição de exercícios, feita pelo educador físico, de modo geral, é sempre a associação das duas formas: trabalhos resistidos (musculação, fortalecimento muscular) com aeróbicos (caminhada, corrida, bicicleta, dança, etc). Vale lembrar que a individualidade do treinamento é palavra-chave, fundamental nesse contexto, logo ajustes específicos dos exercícios devem ser feitos pelo professor de educação física, fisioterapeuta em conjunto com o médico do esporte, respeitando enfermidades, limitações e demandas que cada um possa apresentar”.

Publicado por

kurotelb

Fundado em 1982 por Luís Carlos Silveira, e sua esposa, Neusa Silveira, o Kurotel - Centro Médico de Longevidade e Spa, está localizado em meio às belezas da Serra gaúcha, na cidade de Gramado. É reconhecido por promover e estimular as pessoas a se comprometerem com um estilo de vida mais saudável, motivando escolhas positivas. Valorizando a vida nos sentidos quantitativo (longevidade) e qualitativo (vitalidade e bem-estar).

2 comentários em “Trabalhe seus músculos, eles refletem diretamente em sua saúde”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *