Como começar o verão com o pé direito

Com a chegada do verão, as mulheres se preocupam ainda mais com o corpo, pensando nisso, o Kurotel preparou algumas orientações essenciais. Este é o período do ano em que os corpos ficam mais em evidência, fortalecendo ainda mais a preocupação com a estética. A boa notícia é que e ainda dá tempo de aproveitar e passar o verão mais feliz e confiante. Para começar, o ideal é ter uma rotina saudável com exercícios físicos, alimentação balanceada e incluir alguns tratamentos estéticos para ajudar a reduzir as medidas e gorduras indesejadas.

Algumas tecnologias auxiliam no processo da conquista de uma melhor aparência estética, como o aparelho de radiofrequência, equipamento que trabalha a redução da gordura localizada por radiofrequência potente. Totalmente indolor, mantém o metabolismo ativo por 10 dias após a utilização. É indicado para o rejuvenescimento e flacidez cutânea, reduz celulite, gordura localizada, estria e ainda melhora a aparência de cicatrizes e lesões de acnes. Aplicado na face e corpo promove resultados rápidos e eficazes. Na primeira aplicação já é possível notar uma melhora na consistência e aparência da pele.  Uma sessão tem duração de 20 minutos em cada região.

Existem outras tecnologias que mescladas potencializam os resultados, como aplicações de radiofrequência com infravermelho, ultrassom, massagens modeladoras e drenagem linfática corporal para reduzir gordura e edemas. Os cremes utilizados agem como adjuvantes nos tratamentos citados. Todas as terapias tem efeito gradativo muito positivo de redução de medidas e são essenciais para combater a celulite, que afeta de 85% a 95% das mulheres. As terapias manuais podem ser realizadas diariamente e aparelhos de forma alternada. Uma ótima vantagem é que nenhum deles tem contraindicação ao sol, possibilitando a aplicação durante o verão.

* Drenagem linfática –  Massagem que visa eliminar o excesso de líquidos e toxinas retidos nos tecidos. Executada com as mãos, a massagem tem o objetivo de levar os líquidos acumulados para a circulação linfática para que sejam eliminados. A técnica também estimula o funcionamento circulatório e metabólico do organismo. Para um bom resultado, o ideal é que a drenagem seja realizada pelo menos duas vezes por semana.

* Radiofrequência – Emite ondas eletromagnéticas que penetram mais profundamente na pele sem queimar, promovendo um aquecimento das camadas mais profundas e, consequentemente, a formação de colágeno, melhora da firmeza da pele e redução de gordura localizada.

* Ultrassom – Técnica geralmente indolor que emite ondas que induzem o aquecimento das camadas inferiores da pele e, secundariamente, lipólise (quebra das células de gordura) e redução de medidas. Também melhora a permeabilidade dos vasos e oxigenação dos tecidos e favorecendo a drenagem de líquidos.

* Combinação de tecnologias –  Equipamentos que combinam manipulação mecânica,  pressão negativa, infravermelho e radiofrequência  proporcionando excelentes resultados para gordura localizada, celulite e flacidez cutânea.

Vamos sair do sedentarismo?

Por que sair do sedentarismo? As respostas nos remetem ao início da espécie humana. Desde os primórdios o homem levava uma vida bastante ativa com atividades físicas diversificadas, relacionadas principalmente a ações de sobrevivência e preservação da espécie. Com a evolução dos tempos, principalmente após os 100 anos da revolução industrial, os avanços tecnológicos facilitaram de tal forma nossas vidas que hoje em dia não precisamos mais sair de casa para realizarmos nossas atividades diárias como trabalhar, conseguir alimentos e manter relações interpessoais, sejam elas reais ou virtuais. Tivemos que substituir essas atividades não mais necessárias por outras que nos possibilitem manter o equilíbrio energético e a homeostase das funções orgânicas. Andamos na contramão da nossa própria história natural e agora o diferencial para uma vida saudável e longeva está na retomada de hábitos simples, mas que fazem toda a diferença: alimentação saudável, de preferência natural e orgânica, prática de exercícios físicos regulares, sono restaurador e o controle do estresse.

Dr. Luiz Felipe, Médico do Esporte complementa que em pleno século XXI, mesmo com todo o conhecimento científico sobre a importância da atividade física para a saúde, estilo de vida e envelhecimento saudável, nos deixamos levar pelo comodismo e, consequentemente, sedentarismo. A maioria das pessoas não se preocupa em ter uma vida saudável, apenas com quanto tempo poderá viver. Todos podem viver bem no que depender de nossas escolhas e atitudes, mas ninguém tem o poder de prever quanto tempo viveremos.

Estudos sobre as doenças crônicas mais prevalentes apontam que 85% delas estão relacionadas aos nossos hábitos, restando pouco para culparmos a genética. Existem mais de cinquenta motivos identificados e comprovados cientificamente relacionados aos benefícios dos exercícios físicos adequados às características individuais de cada pessoa. O médico explica que ao iniciarmos a prática de exercícios físicos estimulamos todos os sistemas orgânicos e iniciamos adaptações fisiológicas que atuam na prevenção de doenças, na manutenção da saúde e no tratamento e reabilitação de uma série de patologias cardiovasculares, respiratórias, musculoesqueléticas, neuropsicológicas, imunológicas, digestivas, endocrinológicas e oncológicas. “Os exercícios devem promover adaptações bioquímicas aeróbias e anaeróbias, em nível celular e sistêmico, estimular as fibras musculares lentas e rápidas e trabalhar as variáveis: resistência, força, flexibilidade e estabilidade para a população em geral e associado à potência e velocidade quando buscamos objetivos específicos como a prática de algumas modalidades esportivas ou profissionais. Antes de iniciar um programa de exercícios é fundamental realizar uma avaliação médica para minimizar os riscos, otimizar o treinamento e receber uma prescrição adequada e individualizada quanto a frequência, duração, volume, intensidade e tipos de exercícios.”

 

A fisioterapeuta Grasiele Schwengber ressalta que o sedentarismo está ligado a 37% das mortes de câncer, 54% dos óbitos por doenças cardiovasculares e 50% dos casos de AVC. Cada hora dedicada ao exercício físico aumenta duas horas o tempo de vida do indivíduo, aponta uma pesquisa da Universidade de Stanford que acompanhou durante 25 anos mais de 17 mil estudantes recém-formados. “Conclui-se, então, que sair do sedentarismo é quase uma questão de sobrevivência, pelo menos da sobrevivência de uma vida plena e saudável em que possamos desfrutar de cada fase da melhor maneira possível.”

Em termos de benefícios, nenhum medicamento consegue ser tão completo quanto o exercício físico, explica Dra. Mariela Silveira Médica Nutróloga.

A verdadeira Medicina Integrativa

A medicina integrativa surgiu nos Estados Unidos, em centros Universitários e Hospitais, principalmente em Arizona, Harvard, Mayo e Cleveland Clinic. A proposta é um resgate da medicina tradicional e humanizada, contrapondo o modelo tecnológico e frio da medicina com excesso de tecnologia, segmentada e com “pouco toque”, “pouco ouvir” e pouca autonomia do paciente. No Brasil, nosso principal expoente é o Dr. Paulo de Tarso Lima, do Hospital Albert Einstein em São Paulo.

Os preceitos dessa prática são: o paciente é ativo em seu processo de cura e recuperação; o médico vê o paciente com um todo, de forma ampla e integral, compreendendo aspectos como mente, corpo e estilo de vida. No tratamento integrativo o foco sobre a doença é retirado, sendo médico e pacientes parceiros no tratamento e no processo de cura.

Ajustes na dieta e nos hábitos alimentares, suplementação nutricional (quando necessária), prática regular de exercícios físicos, redução e combate ao estresse e terapias focadas em corpo e mente são os pilares que sustentam as mudanças em benefício da saúde.

É importante salientar que a medicina integrativa não é uma área “alternativa”, mas sim COMPLEMENTAR. Essa não deixa de lado todas as possibilidades de recursos tecnológicos e exames, procedimentos, cirurgias etc. No entanto usa todo esse aparato aliado a posturas psicoprofiláticas, mudança do perfil do cliente para otimizar seu autocuidado, qualidade de vida e saúde. Todo o contexto de vida deve ser avaliado: circunstâncias e peculiaridades profissionais, estressores familiares e conjugais podem ser abordados e correlacionados ao processo de enfermidade x cura.

Como exemplo podemos citar terapias auxiliares como acupuntura, musicoterapia, Yoga, meditação, massagens, banhos terapêuticos (método Kneipp) e fitoterapia. Todo esse contexto de terapias complementares, aliado à medicina “convencional” e todo arsenal científico pode ajudar o paciente a recuperar-se melhor, seja pós cirurgia, quimioterapia e até de infecções comuns durante o curso de um antibiótico. Na visão integrativa, tão importante quanto o efeito direto do antibiótico sobre a bactéria, é o bem-estar e boa imunidade, contexto físico e nutricional para que o corpo reaja ao processo patológico.

A medicina científica, baseada em evidências e investigativa é sempre base das boas práticas clínicas do profissional médico que exerce medicina integrativa com responsabilidade. No entanto, de forma complementar, ouvir, propor terapias de maneira horizontal e respeitar a individualidade do ser humano diante de uma mesa de consultório são fatores tão importantes quanto os aspectos tecnológicos.

O KUROTEL em Gramado há 35 anos usa os preceitos da medicina integrativa para promover cura, recuperação física e psíquica, qualidade de vida e bem-estar de seus clientes. O trabalho realizado é multi, trans e interdisciplinar. O cliente, visto como um todo, recebe todo esse suporte das diversas áreas supramencionadas em seu benefício.

23 de janeiro – Dia Internacional da Medicina Integrativa

Dr. Pedro Paulo Prudente CRM-RS 40.921 RQE 28340 | Dr. Renato Kalil F. Uehbe CRM-RS 42.214  RQE 47008 :: Médicos do Exercício e Esporte do KUROTEL  

 

 

 

Como conquistar pele e cabelo saudáveis durante o verão?

Da mesma forma que devemos adquirir hábitos saudáveis para o corpo, a pele e o cabelo também necessitam de cuidados essenciais para que não sejam agredidos e desidratados pelo sol, água do mar e cloro da piscina. Pensando nisso, o Kurotel preparou algumas orientações essenciais para se proteger com a chegada da estação.

As máscaras com ativos antioxindantes, nutritivos e hidratantes, são sempre bem vindas para a hidratação do rosto. Máscara com base de ouro, restaurador celular, reposição de colágeno e as hidratações com proteína, como a hidratação de fios de seda, por exemplo, são ótimas para aumentar o viço da pele facial. Para o corpo, as esfoliações e hidratações são indicadas após exposição solar para recuperar a nutrição da pele. A Cleópatra Hidratação Corporal é uma das mais indicadas, essa terapia é à base de semente de apricot, óleo de rosa mosqueta e leite de cabra com canela. O óleo aromático é aplicado em movimentos suaves, seguido por uma esfoliação e pela hidratação.

O banho durante o verão deve ser frio ou quase frio. Os sabonetes glicerinados ou hidratantes são  boas opções. Após o banho, hidratantes sob a forma de loção ou gel podem ser usados nas áreas da pele que costumam ressecar. Eles vão ajudar a segurar a hidratação da pele, evitando a perda de líquidos.  Para a face, pescoço e colo, produtos contendo vitamina C são uma boa opção, além de combater a formação de radicais livres e o consequente envelhecimento da pele, a vitamina C deixa a pele mais resistente aos efeitos danosos do sol.

Para se proteger do envelhecimento precoce, queimaduras e, principalmente, do câncer de pele, o uso de protetor solar é fundamental. Além disso, é importante observar os horários para exposição solar, devendo-se evitar o sol das 10h às 16h. A ingestão de líquidos com frequência durante esse período do ano também é mandatória, visto que o organismo perde uma maior quantidade de líquidos para manter a temperatura corporal.

Os danos causados ao cabelo durante o verão, com a exposição ao sol, água do mar e o cloro da piscina, podem ser grandes. E reparar esses danos pode dar trabalho, então o ideal é que tenhamos muito cuidado para manter o cabelo saudável.  Cabelos compridos sofrem mais com a ação do sol, vento e água do mar. Após a limpeza com um xampu suave, para uso diário, deve-se usar um condicionador apenas nos fios, evitando deixar atingir o couro cabeludo. Pessoas com cabelos oleosos podem usar condicionador pós-banho, aplicando somente nas pontas. Para quem foi à piscina, um xampu anticloro é indicado, principalmente para cabelos loiros, que podem ficar esverdeados.

Trabalhe seus músculos, eles refletem diretamente em sua saúde

Por anos, quando se falou nas funções dos músculos para o corpo humano, as primeiras respostas que vinham à mente costumavam ser: sustentação do esqueleto, postura, movimento e locomoção. Outras funções nobres são de uma ciência mais recente. Através do desenvolvimento da fisiologia e bioquímica do exercício foi descoberto que o músculo tem um papel endócrino, ou seja, produtor de substâncias, chamadas miocinas, que têm funções sinalizadoras do metabolismo, muito semelhante a hormônios.

Os estudos indicam que durante o exercício o corpo humano produz tais substâncias em resposta à contração muscular, promovendo ação anti-inflamatória e estimulando a redução da gordura visceral. Outras ações já documentadas são o aumento da sensibilidade à ação da insulina e melhora da função pancreática, ou seja, efeitos que melhoram condições como diabetes e obesidade. Em contrapartida, salienta Pedro Paulo Prudente, médico do Esporte (CREMERS 040921 – RQE 28340) da Equipe do Kurotel, que no indivíduo sedentário temos justamente o oposto. “A inatividade física por si, independentemente de peso corporal ou alimentação, já é um fator de risco aumentado para doenças cardiovasculares, depressão, demência e alguns tipos de câncer. Logicamente, todo o contexto de variáveis são determinantes para o desfecho dessas enfermidades, porém, temos que reconhecer que o sedentarismo é um fator de risco independente e que associado aos outros elevam as chances dessas enfermidades que têm fundamento em inflamação crônica”.

Atualmente, quando é feita a análise da composição corporal de um indivíduo, uma das principais variáveis a ser considerada é a massa magra. “Quando se avalia uma pessoa que deseja emagrecer não podemos olhar apenas a massa gorda. A relação entre massa magra e massa gordurosa deve ser avaliada e quantificada para discernimento da composição e metabolismo”, frisa o médico do esporte. Dessa forma, tanto dieta quanto exercícios podem ser direcionados.

Segundo Pedro Paulo Prudente, a massa muscular tem o papel importante de elevar a taxa metabólica basal, ou seja, o quanto de energia nosso corpo gasta em repouso. Quanto mais músculos, mais nosso corpo gasta energia, mesmo em um dia que o indivíduo não realizar grandes esforços. Sabemos que o envelhecimento, principalmente em indivíduos inativos fisicamente, cursa com redução lenta e gradual da massa muscular. “Dessa forma, podemos compreender por que na medida em que envelhecemos notamos nosso ‘metabolismo desacelerar’ e é cada vez mais comum ouvirmos em consultórios de médicos e nutricionistas o mesmo teor de conversa: ‘como pouco e ainda assim engordo’. Muitos apelam para termogênicos, dietas milagrosas e até terapia com hormônios para emagrecer, quando o cerne do sucesso do controle do peso está na melhora da composição corporal, do incremento da massa muscular, aumento do gasto calórico aliada a uma dieta equilibrada e com boa distribuição de nutrientes”.

Estudos recentes indicam que os exercícios resistidos (musculação) têm resposta mais efetiva para melhora da composição corporal (emagrecimento). Se há algum tempo se falou em zona de queima de gordura e aeróbicos contínuos de baixa intensidade para emagrecer, hoje a ciência vem provando o contrário. Exercícios com foco em hipertrofia (aumento da massa muscular magra), associação de aeróbicos intensos, intervalados e em curtos períodos têm melhor benefício em melhorar a composição corporal.

O médico explica que isso não quer dizer que apenas a musculação tem o papel de ativar essa cascata de sinalizadores (miocinas), mas toda forma de exercício. “Quando o indivíduo abandona o sedentarismo, desperta o tecido muscular a produzir miocinas reguladoras do metabolismo. O ideal numa prescrição de exercícios, feita pelo educador físico, de modo geral, é sempre a associação das duas formas: trabalhos resistidos (musculação, fortalecimento muscular) com aeróbicos (caminhada, corrida, bicicleta, dança, etc). Vale lembrar que a individualidade do treinamento é palavra-chave, fundamental nesse contexto, logo ajustes específicos dos exercícios devem ser feitos pelo professor de educação física, fisioterapeuta em conjunto com o médico do esporte, respeitando enfermidades, limitações e demandas que cada um possa apresentar”.

Mais de 60 motivos para praticar exercícios físicos

Muitas vezes você tem vontade de iniciar e não encontra tempo em sua agenda, deixando o início do exercício físico para depois. Ter tempo na agenda é somente uma questão de organização e os benefícios serão sentidos, dia após dia.

Veja agora 60 motivos para realizar exercícios físicos e sair do sedentarismo, ainda hoje: 140610-kur-material-2014-0405

  1. Melhora do equilíbrio musculoesquelético, (musculatura agonista x antagonista)
  2. Aumenta a força dos ligamentos e tendões
  3. Melhora da capacidade cardiovascular: hipertrofia cardíaca, • cavidade ventricular (aeróbio), • parede ventricular (anaeróbio), • volume de ejeção, • volume sanguíneo e hemoglobina, • consumo máximo de O2, • ventilação pulmonar, • limiar aeróbio, • volumes pulmonares, • eficiência respiratória e difusão alvéolo capilar
  4. Redução da pressão arterial, • do tono parassimpático (acetilcolina), • do tono simpático (adrenalina), • da FC cardíaca, • da resistência periférica
  5. Melhora das doenças respiratórias
  6. Diminui a intensidade e a frequência das crises de asma
  7. Diminuição LDL colesterol (ruim)
  8. Aumento HDL colesterol (bom)
  9. Redução dos níveis de homocisteína
  10. Redução de proteína C reativa
  11. Redução de processos inflamatórios
  12. Redução de triglicerídeos
  13. Melhora da oxigenação tecidual
  14. Redução da esteatose hepática
  15. Diminuição de ateromas
  16. Redução das chances de câncer
  17. Redução das chances de metástases
  18. Melhora do prognóstico em relação ao câncer e tempo de sobrevida
  19. Redução da sintomatologia de doenças autoimunes
  20. Redução de chances de infarto, • irrigação do músculo cardíaco
  21. Diminuição chances de AVC
  22. Redução trombose venosa profunda
  23. Controle glicêmico
  24. Redução da resistência à insulina
  25. Melhora do Diabete
  26. Melhora sintomas do climatério
  27. Redução da constipação intestinal
  28. Melhora sintomas da andropausa
  29. Maior abandono ao tabagismo
  30. Menor fissura pelo tabaco
  31. Menor chance de começar a fumar
  32. Maior abandono ao uso de drogas
  33. Maior abandono ao abuso de álcool
  34. Melhora da autoestima
  35. Aumenta produção de endorfinas
  36. Melhora da postura
  37. Melhora da habilidade e interação social
  38. Melhora da habilidade comunicativa em deficientes auditivos e visuais
  39. Melhora da adaptação em crianças autistas
  40. Melhora da estética
  41. Redução da lipodistrofia (celulite)
  42. Redução do percentual de gordura corporal
  43. Aumento da massa muscular
  44. Hipertrofia muscular seletiva: • fibra do tipo I (aeróbio) e do tipo II (anaeróbio)
  1. Aumento da força muscular
  2. Redução de incontinências urinária e fecal
  3. Aumento da massa óssea
  4. Redução de dores crônicas
  5. Melhora dos sintomas de fibromialgia
  6. Diminuição de crises de enxaqueca
  7. Aumento da imunidade
  8. Redução de resfriados e inflamações de vias aéreas superiores
  9. Redução de edema de membros inferiores
  10. Redução de sintomas de déficit de atenção e hiperatividade
  11. Melhora da qualidade do sono
  12. Aumento das ondas alfa
  13. Melhora da memória espacial
  14. Redução dos níveis de cortisol
  15. Redução dos sintomas de ansiedade
  16. Melhora dos sintomas de depressão
  17. Aumento da percepção positiva frente à vida
  18. Melhora das condições materno-fetais
  19. Redução de depressão pós-parto
  20. Melhora do desempenho e satisfação sexual

A saúde como um estilo de vida

Ter um estilo de vida saudável é essencial para uma longevidade com qualidade. Incluir bons hábitos em sua rotina previne doenças, tanto físicas quanto mentais. A mudança pode ser aos poucos, mas necessita ser de forma sustentável. O importante é que, uma vez incluído um novo estilo de vida, ele perdure para sempre. A manutenção de bons hábitos é o que leva a uma melhor saúde e mais vida para todos. Abaixo 12 orientações do Kurotel – Centro Médico de Longevidade para ter um estilo de vida saudável:

  1. Mantenha uma alimentação saudável, consumindo frutas, vegetais, legumes e fibras diariamente e evitando produtos industrializados, ricos em calorias e pobres em nutrientes.
  2. Reserve tempo para a sua alimentação: café da manhã, lanche no meio da manhã, almoço, lanches à tarde (15h e 17h), jantar e ceia.
  3. Hidrate o seu corpo ao longo do dia, ingerindo pequenas quantidades de água, várias vezes ao dia.
  4. Evite bebidas alcoólicas e não fume.
  5. Pratique exercícios físicos com regularidade. O ideal é realizar o exercício que você mais se identifique para esta prática ser mais prazerosa.
  6. Busque meditar. A meditação pode ser praticada por qualquer pessoa e traz inúmeros benefícios comprovados cientificamente, tanto físicos quanto mentais.
  7. Mantenha a atenção em suas atividades presentes e desfrute de cada momento de forma única.
  8. Procure dormir bem, sem levar problemas para este momento. Relaxe e durma de uma forma tranquila e profunda.
  9. Reserve um tempo para suas atividades de lazer, cultura e bem-estar ao longo da semana. Organize tempo para si, desenvolva hobbies.
  10. Pelo menos uma vez na semana, use a banheira de hidromassagem ou marque uma massagem relaxante ao final do dia ou uma aula de yoga, com o objetivo de baixar o nível de tensão muscular.
  11. Cultive bons sentimentos. Tenha equilíbrio físico e mental, através de um estilo de vida saudável. Desta forma estará mais capacitado e se sentirá melhor fisicamente, com maior gerenciamento das emoções.
  12. Seja feliz!

 

O que é a ação DETOX?

A ação da Detox ocorre ao promover uma redução de processos inflamatórios e aumentar a eliminação de toxinas do organismo (essas substâncias podem ser metais pesados, aditivos alimentares, pesticidas, agrotóxicos, poluentes do ar e da água, medicamentos, etc). Quando esse sistema de desintoxicação não funciona adequadamente, por seguirmos uma alimentação inadequada (pobre em nutrientes que ativem a desintoxicação) ou por uma sobrecarga de toxinas, acumulamos em nossas células substâncias que irão afetar a saúde. Alguns sintomas que podem indicar esse excesso de toxinas são dores musculares, enxaqueca, gosto amargo na boca, fadiga física e mental, distúrbios digestivos, dificuldade de emagrecer, falta de memória, aumento da celulite, entre outros.

Os alimentos que devem ser riscados da dieta detox são: café, sal refinado e temperos prontos, açúcar, carne vermelha, frango de granja, queijos, leite de vaca, farinha de trigo (e seus derivados), frituras, embutidos e bebidas alcoólicas. O excesso de soja também não é indicado.

Os alimentos importantes para o processo de desintoxicação são as frutas e vegetais em geral, mas com destaque para: brotos, brócolis, couve, alho, lentilha, melão, lima, limão, maçã, temperos e ervas como aipo, salsinha, gengibre e alecrim.

O sal marinho (ou Flor de Sal ou sal do Himalaia) auxilia na desintoxicação, mas o ideal é usar em quantidades moderadas (deve substituir o sal refinado, molho shoyu e temperos industrializados).

Peixes, ovos, oleaginosas (castanhas, nozes), feijões, arroz integral, quinoa, batata doce, batata baroa, mandioca, lentilha e grão de bico são considerados mais neutros, e podem ser incluídos para completar a alimentação.

Para obter um melhor resultado na desintoxicação, substitua o que for possível por alimentos de cultivo orgânico, para minimizar a exposição a pesticidas, herbicidas, hormônios e antibióticos. Use ovos caipiras e aumente o consumo de peixes brancos e sardinha fresca (evite salmão de cativeiro e atum em lata, que podem ter metais pesados).

Almôndegas de Tofu com gergelim

Ingredientes:

  • 1 unidade de tofu firme ralado(250g)
  • 3 colheres (sopa) de creme de soja ou creme de arroz (são substitutos de creme de leite light, caso não encontre, substitua por mostarda dijon)
  • 1 alho picado
  • ½ cebola pequena picada
  • 5 nozes picadas grosseiramente
  • 1 colher (chá) de óleo
  • Gergelim para envolver
  • Tempero verde e orégano a gosto

Modo de preparo: Coloque as sementes de gergelim em uma frigideira antiaderente e deixe tostar até ficarem douradas. É importante mexer constantemente com uma colher, para que não queimem. Reserve. Refogue o alho em uma frigideira antiaderente com 1 colher (chá) de óleo vegetal. Acrescente a cebola e as nozes e refogue mais um pouco. Desligue o fogo e misture o tofu ralado, o creme de soja ou mostarda e os temperos. Forme bolinhas com essa mistura e passe no gergelim tostado. Coloque as almôndegas em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido (180ºC) por 10 minutos.

Sirva em seguida.

Rende: 4 unidades | Valor calórico da unidade: 170

Exagerou nas festas de final de ano? Saiba como auxiliar o seu organismo a desintoxicar de forma saudável

Após as festas de final de ano, onde as pessoas normalmente abusam na ingestão de alimentos e bebidas alcoólicas, todo o corpo reage a este trabalho extra. O estômago precisa fabricar mais suco gástrico, o fígado mais bile, enquanto o intestino além de precisar produzir mais suco entérico, ainda fica com o trânsito mais lento. Adotar uma alimentação saudável, balanceada e de baixa caloria após o período de festas é essencial para o nosso organismo desintoxicar eliminando impurezas desnecessárias. É importante, porém, ter cuidado com algumas dietas desintoxicantes, que priorizam a eliminação de líquidos ao invés de reduzir gordura.

Com foco no emagrecimento saudável e na eliminação de toxinas, o Kurotel recomenda uma alimentação baseada em vegetais, frutas, leguminosas, cereais integrais, peixes, aves, ovos, sementes oleaginosas como as castanhas e nozes. Além disso, o ideal é reduzir ou evitar o consumo de carne vermelha, laticínios de vaca, glúten, adoçantes (a base de sacarina ou aspartame), produtos industrializados, corantes, embutidos, doces, amidos refinados e frituras.

Alimentação para recuperar o organismo dos excessos:

  • Inclua alimentos termogênicos que aceleram o metabolismo e a temperatura interna corporal, como o gengibre, pimenta vermelha, chá verde, chá de hibisco e canela.
  • Para aliviar o inchaço abuse dos alimentos diuréticos, como a melancia, o melão, o abacaxi, couve, limão. Os chás gelados são refrescantes e também ajudam nesta tarefa, como os chás de erva-doce, boldo, salsaparilla, macela, cavalinha, castanha da índia, chá verde, chá branco, chá de hibisco.
  • Coma frutas com casca e bagaço, e folhas verdes para aumentar a ingestão de fibras e acelerar o trânsito intestinal.
  • Abuse do suco verde em jejum todos os dias antes do café da manhã.
  • Evite o café, pois prejudica na desintoxicação;
  • Aumente o consumo de fibras, como a semente de linhaça, aveia, quinoa, arroz integral, pão integral.
  • Abuse da água natural e de coco para hidratação do organismo.